Diretor da Petrobras (PETR4) diz que melhor opção para a companhia é pagar metade dos dividendos extraordinários

Apesar da distribuição de dividendos bilionários, a Petrobras (PETR4) se mantém como maior investidora do país, segundo o diretor financeiro e de relações com investidores da estatal, Sergio Caetano Leite, ao Broadcast/Estadão. Além disso, de acordo com o CFO, o pagamento de metade dos proventos extraordinários é a melhor opção para a companhia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Segundo Leite, a empresa lidera o crescimento global de investimentos no setor, ultrapassando seus pares, e mantém a saúde financeira preservada, com uma dívida limitada a US$ 65 bilhões, patamar considerado saudável para empresas do segmento e porte da Petrobras.

“Em 2022, os investimentos geraram 155 mil empregos, entre diretos e indiretos. Em 2023, foram adicionados mais 27 mil pessoas no mercado de trabalho e chegamos a 180 mil. Este ano, prevemos atingir 230 mil empregos”, disse Sergio Caetano Leite ao Broadcast.

Ainda de acordo com o CFO da Petrobras ao jornal, para 2024, a previsão é de que os investimentos diretos atinjam US$ 18,5 bilhões, exceto os que normalmente não são contabilizados pelo mercado, como os arrendamentos, projetos de revitalização, mobilizações na área de logística que normalmente não entram na conta como investimentos.

Na última sexta-feira (19), foi anunciado que o conselho de administração da petroleira vai encaminhar para a assembleia da empresa, na próxima quinta-feira (25), a proposta de pagamento de 50% dos dividendos extraordinários da Petrobras, ou R$ 21,9 bilhões.

Leite informou ao Broadcast que o pagamento de metade dos proventos, com a manutenção da outra metade aguardando maior clareza sobre o mercado internacional, é a melhor opção para a companhia, diante da alta volatilidade do mercado de petróleo, afetado pelos conflitos no Oriente Médio.

Em reunião na última sexta (19), o conselho de administração da Petrobras analisou a execução do plano estratégico 2024-2028 e os cenários dinâmicos, que envolvem a evolução do preço do barril de petróleo (Brent) e do dólar.

A equipe da Petrobras concluiu que os esclarecimentos prestados pela companhia foram satisfatórios e que a proposta de distribuição não comprometeria a sustentabilidade financeira no curto, médio e longo prazo. Além disso, o conselho enxergou que a governança fica preservada.

Petrobras (PETR4) tem melhor semana na Bolsa em 3 meses

As ações PETR4 encerraram a sessão da última sexta-feira (19) em alta de 1,71%, fechando com uma valorização semanal de 4,08% e se descolando do Ibovespa que, por sua vez, caiu 1,39% na semana.

Com esse desempenho, as ações da Petrobras registram quatro semanas seguidas de alta, além desta ter sido a melhor semana da petroleira na Bolsa de Valores em quase 3 meses, ou seja, desde a semana iniciada em 22 de janeiro de 2024, quando subiu 6,47%.

As ações da estatal acumulam uma performance de +8,49% em abril, depois de encerrar os meses de fevereiro e março com quedas mensais de -0,77% e -6,93%, respectivamente.

As ações PETR3 tiveram um pregão ainda mais positivo, com valorização de 4,07% nesta sexta-feira (19). No contexto semanal, a alta de 6,00% também é a melhor em quase 3 meses.

As ações ordinárias de Petrobras acumulam um avanço de 11,60% no mês de abril. A partir do preço final de 2023, de R$ 38,98, o desempenho acumulado em 2024 é positivo em 9,59% até o momento.

Cotação PETR4

Gráfico gerado em: 22/04/2024
5 Dias

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno