Petrobras (PETR4), Arezzo (ARZZ3) e Ânima (ANIM3) chamam a atenção do mercado

Petrobras (PETR4), Arezzo (ARZZ3) e Ânima (ANIM3) chamam a atenção do mercado
Petrobras: concessão, localizada no extremo oeste do Estado de São Paulo, foi adquirida na 12ª Rodada de Licitações da ANP em 2013 e está atualmente no 1º Período Exploratório e com os compromissos do Programa Exploratório Mínimo (PEM) já integralmente cumpridos. Foto: Divulgação

Nos destaques de empresas desta terça-feira (30) chama a atenção do mercado a Petrobras (PETR4) que confirmou que pretende pagar US$ 60 bilhões a US$ 70 bilhões em dividendos entre 2022 e 2026.

Além da Petrobras, está entre os destaques de empresas a Arezzo (ARZZ3) que vai distribuir R$ 60 milhões aos acionistas em juros sobre o capital próprio (JCP) e dividendos. A companhia de sapatos informou também ao mercado que comprou a marca Carol Bassi por R$ 180 milhões e entra em vestuário feminino.

Já Ânima (ANIM3) anunciou aporte de R$ 1 bilhão da DNA Capital na Inspirali, subsidiária de educação médica. Por sua vez, a Ferbasa (FESA4) anunciou o pagamento de JCP de R$ 20,3 milhões.

Veja os destaques de empresas desta terça-feira:

Petrobras

A Petrobras confirmou ontem, em comunicado, a previsão de pretende pagar entre US$ 60 bilhões e US$ 70 bilhões em dividendos entre 2022 e 2026. A previsão havia sido feita pelo diretor Financeiro da estatal, Rodrigo Araújo, durante apresentação do Novo Plano de Negócios a Investidores, na semana passada.

Desse total, de R$ 20 bilhões a R$ 25 bilhões de dividendos da Petrobras serão destinados à União, principal acionista da empresa. Em comunicado ao mercado, a Petrobras diz entender que as expectativas divulgadas sobre o montante dos dividendos a serem distribuídos não representam um Fato Relevante.

Trata-se de um dos cenários concebidos pela administração a partir da aplicação da Nova Política, das informações contidas no Plano Estratégico (PE) 2022-2026 e de outros elementos que impactarão os resultados da companhia nos próximos anos.

Arezzo

A Arezzo  vai pagar R$ 60 milhões em proventos aos seus acionistas, divididos em R$ 33,78 milhões na forma de Juros Sobre Capital Próprio e R$ 26,21 milhões na forma de dividendos.

O valor dos proventos por ação da Arezzo será de R$ 0,3392 o valor bruto de JCP e de R$ 0,2632 por ação como dividendos. O pagamento será em parcela única, até 31 de janeiro de 2022.

Além disso, a companhia informou que comprou a arca de luxo Carol Bassi, de Anna Carolina Bassi, por R$ 180 milhões, valor que pode chegar a R$ 220 milhões caso metas de desempenho sejam alcançadas até 2025.

Ânima

A Ânima Educação anunciou a conclusão de um acordo estratégico com a DNA Capital, investidora global referência no mercado de saúde.

A parceria consiste em um aporte de R$ 1 bilhão que será empregado na Inspirali, subsidiária da empresa focada em educação médica.

Ferbasa

A Ferbasa anunciou a distribuição de Juros sobre Capital Próprio no valor total de R$ 20,3 milhões, correspondentes ao dividendo mínimo obrigatório relativo ao exercício social de 2021.

Os valores brutos totais a serem creditados e pagos a título de JCP da Ferbasa serão, respectivamente, de R$ 0,22 para cada ação ordinária (FESA3) e de R$ 0,24 para cada ação preferencial (FESA4).

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Petrobras que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO