Petrobras (PETR4), AES Brasil (AESB3) e Iguatemi (IGTI11) chamam atenção do mercado financeiro

Petrobras (PETR4), AES Brasil (AESB3) e Iguatemi (IGTI11) chamam atenção do mercado financeiro
Petrobras (PETR4) - Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Nos destaques do mercado financeiro desta sexta-feira (4), chama a atenção do investidor a Petrobras (PETR4) com a defasagem de 24% no preço da gasolina em comparação com as principais bolsas de negociação do mundo.

Além da Petrobras, está também entre os destaques de empresas a AES Brasil (AESB3) que reverteu lucro e registrou prejuízo de R$ 34,8 milhões no quarto trimestre de 2021.

Já a Iguatemi (IGTI11) comprou 23% da Etiqueta Única, brechó de luxo, por R$ 27 milhões. E, a Irani (RANI3) anunciou o pagamento de R$ 15,8 milhões em dividendos.

Veja os destaques do mercado financeiro:

Petrobras

A defasagem entre os preços cobrados pela Petrobras e os das principais bolsas de negociação do mundo chegou a 24%, para a gasolina, e 27%, para o óleo diesel, segundo cálculo do consultor em Gerenciamento de Risco da consultoria Stonex, Pedro Shinzato. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com os dados de Shinzato, a Petrobras quer evitar que a alta corroa seu caixa, e portanto tenta recorrer aos estoques que foram comprados dois meses atrás, por valores menores. Mas o risco é de que a reserva acabe e o abastecimento interno seja afetado. A direção da empresa está discutindo a situação atualmente.

Caso a companhia decida repassar integralmente a alta do petróleo para os seus clientes, o preço do litro da gasolina nos postos pode subir de R$ 6,56 para R$ 7,15 e o do óleo diesel, de R$ 5,65 para R$ 6,64. As altas nas bombas seriam de 9% e 17%, respectivamente, pelas contas de Shinzato. Destes números, algumas desconsiderações foram feitas, como o possível valor de impostos.

AES Brasil

A AES Brasil registrou prejuízo líquido de R$ 34,8 milhões no quarto trimestre de 2021, revertendo o lucro líquido de R$ 602,8 milhões de um ano antes.

O resultado levou a uma margem líquida de 113,2%, o que representa uma baixa de 118 pontos porcentuais no ano a no. No acumulado de 2021, a AES Brasil conseguiu fechar com lucro líquido de R$ 516,5 milhões, mas 39,1% abaixo do total de 2020.

Iguatemi

O Iguatemi comprou 23,08% da Etiqueta Única, e-commerce de venda de  artigos brechó de luxo. A compra foi no valor de R$ 27 milhões e a transação garante uma opção de aquisição para a empresa se tornar controladora da operação em três anos.

Segundo o fato relevante do Iguatemi, atualmente a Etiqueta Única é a maior plataforma online de luxo especializada em economia colaborativa e circular da América Latina, com crescimento médio de 40% ao ano.

Irani

O Conselho de Administração da Irani aprovou a distribuição de dividendos intercalares aos acionistas, referentes ao quarto trimestre de 2021, no valor total de R$ 15,8 milhões.

Desse montante, o valor unitário do dividendo da Irani é de R$ 0,0634698 por ação ordinária, com base nas demonstrações financeiras da companhia de 31 de dezembro de 2021.

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Petrobras que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO