Resultados do 2T22

Petrobras: Bolsonaro diz que ‘não quer’ e ‘não pode’ intervir na política de preços

Petrobras: Bolsonaro diz que ‘não quer’ e ‘não pode’ intervir na política de preços
Por mês o governo desembolsa cerca de R$ 50 bilhões com o pagamento do coronavoucher,

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, informou nesta terça-feira (16) que o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “não quer” e “não pode” intervir na política de preços da Petrobras.

Na última quinta-feira (11), a Petrobras anunciou um reajuste de 5,7% nos preços do diesel. Porém, Bolsonaro determinou o cancelamento do aumento. A decisão provocou dados na estatal na ordem de R$ 32 milhões em valor de mercados.

Saiba mais: Caixa quer vender participação na Petrobras após recuperação de preços

“Uma frase que o nosso presidente disse logo no início da reunião, ou seja: ‘eu não quero e não tenho direito de intervir na Petrobras. Eu não quero e não posso intervir na Petrobras'”, relatou o porta-voz.

 

O cancelamento do reajuste fez com que o mercado temesse uma possível volta do intervencionismo na estatal, como ocorreu na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.  Na semana passada, Bolsonaro admitiu que telefonou para o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, para pedir o cancelamento do aumento.

“Eu não quero, por questões de conceito dele, e eu não posso, por questões legais e até mesmo questões políticas”, completou Rêgo Barros. A fala ocorreu após os ministros da Economia, Paulo Guedes, e o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmarem que a Petrobras tem liberdade para escolher o momento e o valor do reajuste.

Linha de crédito

Mais cedo, o Governo Federal anunciou em entrevista coletiva a criação de uma linha de crédito de até R$ 30 mil para caminhoneiros autônomos. O anúncio foi feito pelo ministro da Casal Civil, Onyx Lorenzoni.

O crédito será concedido aos caminhoneiros autônomos via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A medida faz parte de uma série de ações governo para evitar uma possível nova greve da categoria.

Saiba Mais: Governo prepara pacote de medidas para caminhoneiros

“O governo anuncia neste momento uma linha de crédito específica para caminhoneiros autônomos de até R$ 30 mil para compra de pneus e manutenção dos veículos”, disse Onyx no Palácio do Planalto.

Segundo o ministro, R$ 500 milhões serão liberados nesta linha de crédito à categoria. Inicialmente, os caminhoneiros podem buscar o valor através dos bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Em um segundo momento, o valor será liberado  em outros bancos e cooperativas de crédito.

Saiba Mais: Greve dos caminhoneiros: “estávamos igual ou até pior que na época anterior à greve”, diz liderança

Com a medida, as ações da Petrobras (PETR4) tiveram alta de 3,05%, negociadas a R$ 26,72. Os acionista aprovaram a medida do governo.

Vale a pena entrar no IPO do Uber?

Renan Dantas

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO