Nova página da CVM alerta sobre empresas impedidas de atuar no mercado

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) lançou nesta sexta-feira (1) uma nova página em seu site, que tem como objetivo facilitar o acesso à informação sobre instituições impedidas de atuar no mercado de capitais.

De acordo com o chefe da Coordenação de Controle de Processos Administrativos (CCP/SPS), José Paulo Diuana de Castro, o foco é “permitir que o cidadão tenha de forma fácil, rápida e compreensível a lista de indivíduos e instituições que estejam impedidos de atuar no mercado por tempo determinado, seja por decisão em julgamento, termo de compromisso ou stop order (deliberações da CVM que determinam a imediata suspensão de atuações irregulares)”.

Segundo Castro, além dos motivos de afastamentos que aparecerão em um só canal, a página também possibilita que a pessoa acesse a Decisão do Colegiado que originou o impedimento, bem como as decisões tomadas em reuniões do colegiado.

Em suma, a ideia é divulgar mais rapidamente e de forma mais direta aos investidores, e ao público geral, empresas que não estão operando de forma regularizada no mercado. Dessa forma, o cidadão pode tomar melhores decisões quanto ao mercado de capitais.

Veja também: CVM concede registro de companhia aberta para subsidiária da Localiza

Sobre a CVM

A CVM foi constituída em 1976 e é a autoridade responsável por fiscalizar, disciplinar e desenvolver o mercado de valores mobiliários no País. Ela é vinculada ao Ministério da Economia, entretanto possui autoridade administrativa independente, ausência de subordinação hierárquica, autonomia financeira e orçamentária.

Veja também: CVM aplica multa de R$ 82 mi em esquema intermediado pela Cruzeiro do Sul

O mapa estratégico da CVM mostra que a empresa também é responsável por aumentar a competitividade do mercado de capitais, garantir a integridade do mesmo e estimular sua eficiência. Dessa forma, um dos objetivos finalísticos do órgão é aumentar a eficiência da supervisão com uso de inteligência e novas tecnologias.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/11/seculus_suno_desktop_1.jpg

Além disso, a CVM alerta em seu site sobre o risco de investimentos em empresas que prometem retornos elevados com baixo risco. “Rentabilidade e risco costumam andar de mãos dadas. Se é bom demais para ser verdade, provavelmente não o é. Baseie sua decisão em questões objetivas. Golpistas são normalmente pessoas simpáticas e que estão habituadas a mentir, por isso, tenha um espírito crítico”, salienta a Comissão.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião