Após Nubank (NUBR33), 10 startups brasileiras estudam realizar IPO nos EUA

Pesquisa recente feita pela Pitchbook, consultoria que fornece dados de rodadas de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de startups, ao menos 10 empresas brasileiras estudam realizar IPO nos Estados Unidos a partir de 2022.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Entre as listadas pela pesquisa estão marcas famosas como a Creditas, Loft, QuintoAndar, Loggi, MadeiraMadeira, Merama, Facility, Cloudwalk, Wildlife Studios e CargoX. Os dados da Pitchbook listam também startups de outros países da América Latina, como a Rappi, da Colômbia.

Todas elas estão atualmente avaliadas em mais de US$ 500 milhões, que as qualifica para abrir o capital em terras norte-americanas, avalia a Pitchbook. As empresas que realizaram IPO nos Estados Unidos em 2021 conseguiram, em média, uma avaliação de US$ 630,8 milhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

No entanto, são poucos as com planos avançados para a abertura de capital. Recentemente, foi divulgado que a Creditas está próxima de fechar uma rodada privada antes de realizar IPO na bolsa americana, mas as outras ainda não apresentaram sinais tão claros.

Apesar disso, QuintoAndar e Loggi, por exemplo, já fizeram diversas rodadas privadas, o que pode indicar maior avanço no processo de abertura.

Os maiores investidores nas startups americanas, segundo os dados apresentados, são o SoftBank, DST Global, Endeavor Catalyst, QED Investors e Tiger Global.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Confira a lista:

IPO de Creditas pode ser o Nubank de 2022

A fintech Creditas está próxima de fechar uma rodada privada antes de realizar a oferta pública de ações  na bolsa americana, de acordo com o Pipeline.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

O site diz que a companhia tem expectativa de um valuation de estreia de US$ 7 bilhões a US$ 10 bilhões. A maior possibilidade é que a oferta ocorra no segundo semestre.

Alguns bancos de investimentos já realizaram apresentações à fintech desde o início deste mês. “É o deal mais disputado no momento. O Nubank (NUBR33) de 2022”, disse um chefe de IB (Investment Bank) ao Pipeline. O IPO da Creditas deve ser a maior oferta de uma empresa brasileira este ano, especialmente em razão da economia desacelerada e eleições. Os bancos esperam maiores volumes em follow-ons.

Há ainda a estimativa de que o preço tenha um múltiplo EV/receita de 12x para 2023. Outro ponto a aguardar confirmação é o volume de captação gerado no IPO, mas as fontes ouvidas pelo jornal apontam para um montante entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2021/09/960x136-1-1.png

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno