Neoenergia (NEOE3) arremata lote no leilão de transmissão por R$ 159 mi

Neoenergia (NEOE3) arremata lote no leilão de transmissão por R$ 159 mi
Neoenergia leva lote de transmissão

A Neoenergia (NEOE3) arrematou os empreendimentos do lote 2 do leilão de transmissão, que está ocorrendo hoje, na B3. Segundo a Aneel, a empresa ofertou R$ 159,63 milhões, representando deságio médio de 42,6% em relação à Receita Anual Permitida (RAP) inicial estabelecida pela agência, de R$ 278,1 milhões.

 

A RAP é a receita a que o empreendedor terá direito pela prestação do serviço de transmissão a partir da entrada em operação comercial das instalações.

De acordo com a Aneel, o lote 2 do leilão de transmissão teve 13 proponentes. O lote possui 1091 km de linhas de transmissão e 300 mega-volt-amperes (MVA) de capacidade de uma subsestação.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Lote comprado pela Neoenergia permite escoamento de usinas no Nordeste

Os empreendicamos ficam na Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais, e são necessários para expansão da rede básica da área sul da Região Nordeste, informou a Aneel, de forma a permitir o pleno escoamento das usinas já contratadas na região Nordeste.

Além disso, permite a ampliação das margens para conexão de novos empreendimentos de geração.

“As obras também englobam ampliações complementares na região do extremo sul baiano a fim de proporcionar atendimento elétrico de qualidade aos consumidores da região”, declarou a Aneel.

Por volta de 11h55, a ação da Neoenergia caía 0,23% a 17,27%, enquanto o Ibovespa subia 0,71%.

Confira outros compradores além da Neoenergia:

Agronegócio Alta Luz Brasil

O lote 1 do leilão foi arrematado pela Agronegócio Alta Luz Brasil por R$ 21,3 milhões. Este lote recebeu propostas de 16 proponentes, e é composto por linhas de transmissão com de extensão de 200 quilômetroslocalizadas no Goiás.

Uma das finalidades do lote é o atendimento à região central do estado de Goiás com novo ponto de conexão ao sistema.

Consórcio Saint Nicholas I

O Consórcio Saint Nicholas I venceu os lotes 3, 4, 5 e 9 do leilão.

Formado pelas empresas Mez Energia e Participações Ltda. (Líder 75%) e Mez Energia Fundo de Investimentos em Participações em Infraestrutura (25%), apresentou oferta de R$ 5,2 milhões pelo lote 9, que possui trechos de linha com 6 km de extensão e uma subestação de 300 MVA de potência localizadas no Mato Grosso do Sul.

O mesmo consórcio venceu o lote 3, com proposta de R$ 20,3 milhões. Este lote contém linha de transmissão com 29 km de extensão localizada no Estado de São Paulo.

Os lotes 4 e 5 também ficaram com o Consórcio Saint Nicholas I, por R$ 52,9 milhões. Estes lotes servirão para o atendimento elétrico ao Estado do Rio Grande do Sul.

Consórcio BRE 6

Já o lote 10 ficou com o Consórcio BRE 6, formado pelas empresas Enind Energia e Participações Ltda., Enind Engenharia e Construções Ltda., Brenergia Energias Renováveis Ltda. e Brasil Digital Telecomunicações Ltda.

O valor foi de R$ 15,1 milhões, representando um deságio médio de 66,93%. O lote 10 possui linha com 13 km de extensão e subestação com 600 MVA de potência e servirá para ampliação da rede de transmissão da Região Metropolitana de Fortaleza-CE.

CEEE GT

A CEEE GT levou o lote 6 do leilão R$ 9,2 milhões, o que resultou em deságio de 63,5% em relação ao preço inicial. O lote 6 é composto por trechos de linhas de transmissão de 4 km e subestação com potência de 475 MVA, localizados no Rio Grande do Sul.

Além da Neoenergia, outras gigantes do setor participam do leilão hoje, como Engie (EGIE3), EDP Brasil (ENBR3), Alupar (ALUP11), Equatorial (EQTL3), Taesa (TAEE11), Isa Cteep (TRPL4), CPFL (CPFE3) e Eletrobras (ELET3).

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião