Mirae troca duas ações em carteira recomendada semanal

Mirae troca duas ações em carteira recomendada semanal
Mirae troca duas ações em carteira recomendada semanal

A Mirae Asset informou nesta segunda-feira (23) que fez duas alterações na carteira recomendada semanal de ações do Ibovespa, o principal índice acionário da bolsa de valores de São Paulo (B3). A gestora trocou as ações de Banco Inter por Bradesco e MRV pelos papéis de Gerdau (GGBR4).

Segundo a Mirae, o período continua com grandes incertezas, mesmo após as eleições americanas, pois os olhares estão sobre o pacote de estímulos também nos EUA e, além disso, a retomada da economia mundial ainda passa pelo novo coronavírus (covid-19) e como ele ainda pode afetar o mundo.

Além disso, há uma série de indicadores que poderão influenciar os mercados, de acordo com a Mirae:

  • Na segunda-feira sai IPC-S (3º Quadrissemana) e lá fora PMI indústria e serviços na Zona do Euro e EUA, segundo a Mirae.
  • Na terça-feira sai por aqui o IPCA-15 de novembro e nos EUA preços de residências.
  • Na quarta-feira teremos o IPC (3º Quadrissemana de novembro), o INCC e o relatório mensal da dívida pública. Nos EUA saem o PIB do 3T20, pedidos de auxílio desemprego, inflação, confiança do consumidor, vendas de moradias novas, Ata do Fomc e estoques de petróleo.
  • Na quinta-feira acontece leilão tradicional de LTN e NTN-F pelo Tesouro e saem os dados do Caged de outubro e nos EUA será feriado (dia de ação de graça).
  • Na sexta-feira sai o IGP-M de novembro e o PNAD Contínua. Na Zona do Euro sai o indicador de confiança do consumidor.

Mirae opta por Bradesco e Gerdau

A Mirae informou que optou pelas ações de Bradesco e Gerdau para compor a carteira recomendada da gestora nesta semana.

De acordo com a companhia, as ações do Bradesco continuam defasadas na Bolsa mesmo após os bons resultados do terceiro trimestre.

“O Bradesco divulgou bom resultado no 3T20 vindo dentro das expectativas. O período ficou marcado pela retomada da economia e com isto o fluxo de serviços e crédito voltou a favorecer o setor”, disse a Mirae, em nota.

Além disso, para a Mirae, a Gerdau pode se beneficiar da forte retomada da construção civil no Brasil, “aumento de preços para o aço e o dólar valorizado foram determinantes para forte evolução do faturamento da empresa”.

Segundo a Mirae, o resultado da companhia foi positivo. “Havia uma expectativa positiva para a divulgação do resultado do 3T20 da empresa,
mas os números superaram até as projeções mais otimistas do mercado”, disse a gestora, em nota.

Vinicius Pereira

Compartilhe sua opinião