Minerva (BEEF3): Goldman avalia resultado “forte” mas a recomendação é neutra

Minerva (BEEF3): Goldman avalia resultado “forte” mas a recomendação é neutra
Minerva (BEEF3). Foto: Divulgação

A Minerva (BEEF3) reportou outro forte conjunto de resultados no terceiro trimestre deste ano, analisou o Goldman Sachs. A receita líquida da companhia teve salto de 43,4%, para R$ 7,3 bilhões, muito acima da expectativa do mercado, que estimava um avanço de 10%. Apesar do desempenho, a instituição não avalia a companhia atrativa para investimentos e por isso mantém a recomendação neutra.

A receita da Minerva foi impulsionada pela disparada dos preços da carne, sobretudo no mercado externo. “Com o resultado sólido e o ímpeto sustentado das exportações, esperamos uma reação positiva das ações aos resultados.” Ainda que a instituição esperasse uma reação positiva, o mercado precifica hoje (14h15) as ações em uma alta de 0,67%, negociadas a R$ 10,50.

Embora o Goldman reconheça um resultado forte, a instituição avalia que a proibição mais longa da China sobre a suspensão de importações de carne e a tendência de que os preços da carne bovina caiam não a tornam atrativa. Com isso, o preço-alvo para 12 meses ficou em R$ 9,10 para as ações.

A perspectiva neutra é avaliada pelos seguintes motivos:

  • Proibição mais longa do que o esperado da China, que poderia adicionar riscos potenciais de queda para os volumes de exportação do Brasil no quarto trimestre do ano que vem;
  • Apesar do alívio temporário nos preços do gado, a instituição acredita que os preços da carne bovina devem ser ajustados para baixo;
  • No médio prazo, o Goldman avalia que a potencial retomada das exportações brasileira de carne bovina para a China pode ocorrer às custas de preços médios potencialmente mais baixos.

Veja o balanço da Minerva

A Minerva registrou um lucro líquido de R$ 72,4 milhões no terceiro trimestre desse ano, o que corresponde a um avanço de 24% em comparação com o ganho apurado um ano antes. No acumulado do ano, o lucro líquido soma R$ 449 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do terceiro trimestre da Minerva foi recorde e atingiu R$ 648,1 milhões. O montante é 17% superior em relação ao resultado no mesmo período em 2020.

Segundo o balanço, no penúltimo trimestre do ano, a receita bruta da divisão indústria Brasil alcançou R$ 3 bilhões, alta de 14,2% na comparação ano a ano. “A divisão foi responsável por 38% da receita bruta consolidada da companhia”, afirma o documento.

As exportações da Divisão Indústria Brasil da Minerva geraram receita de R$ 1,9 bilhão no terceiro trimestre, uma expansão de 11,6% na comparação anual.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!