AGENDA

Concessão do MetrôRio será assumida pelo Mubadala, que toma o lugar da Invepar

Concessão do MetrôRio será assumida pelo Mubadala, que toma o lugar da Invepar
MetrôRio, atualmente, é o segundo maior sistema do Brasil, atrás somente do Metrô de São Paulo - Foto: Divulgação Governo do Rio de Janeiro

O Governo Fluminense confirmou que, no lugar da Invapar, a HMOBI, cujo interveniente é o Mubadala, irá assumir o MetrôRio. O despacho foi assinado pelo governador Cláudio Castro na última sexta, dia 11.

Nessa transição, ficou acertado que a Invepar iria abrir mão tanto da concessão do MetrôRio quanto da Linha Amarela. Contudo, na segunda concessão, ainda é aguardado o aval da prefeitura do Rio de Janeiro.

O acordo para passar a concessão do metrô para o Mubadala foi fechado ainda em setembro de 2020, como parte da reestruturação de uma dívida.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Isso pois o Mubadala, anteriormente, já havia participado da reestruturação da dívida de R$ 2,5 bilhões da Invepar em conjunto com outros investidores, como o fundo Farallon.

Atualmente, a Invepar é controlada pelos fundos de pensão:

  • Previ
  • Petros
  • Funcef
  • FIP Yosemite (com credores da antiga OAS)

Mubadala comprou a RLAM da Petrobras

Em maio deste ano, o fundo dos Emirados Árabes também entrou na aquisição da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, detida atualmente pela Petrobras (PETR4).

A estatal já comunicou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre a venda da refinaria. O contrato foi firmado entre a petroleira e a MC Brazil Downstream Participações, empresa do grupo Mubadala Capital.

MetrôRio tem 41 estações e 252mi de passageiros

Segundo o último levantamento, de 2019, o tráfego anual do metrô – que possui três linhas – é de 252 milhões de passageiros ao ano, com uma média de 877,9 mil passageiros por dia útil.

A fundação do MetrôRio data de março de 1979. A extensão atual é de 56,5km, permeada por 41 estações em operação, e a frota atual é de 64 veículos. O sistema é o segundo maior do ramo no Brasil, ficando atrás somente do metrô de São Paulo.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião