Mercado Livre (MELI34): medidas de órgão regulador do México podem impactar a empresa?

A Genial Investimentos reiterou sua recomendação de compra para os BDRs do Mercado Livre (MELI34), mesmo após a Cofece, órgão regulador do México, recomendar ao governo a adesão de medidas corretivas para evitar a falta de concorrência no e-commerce.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

A Genial coloca um preço-alvo de R$ 65,00 para o papel, cerca de 10% abaixo da cotação de fechamento do BDR do Mercado Livre nesta quarta-feira (14), que fora de R$ 72,21.

A Cofece tem se mostrado “preocupada” com a pouca concorrência existente no e-commerce atual do México. O regulador antitruste verificou que Mercado Livre e a Amazon são “responsáveis” por pelo menos 85% do total de transações do comércio eletrônico.

Para o órgão, um agravante disso é o fato de haver uma grande concentração de vendedores e compradores sobre somente um marketplace.

Por essa razão, a recomendação do órgão é de que o governo mexicano adote “medidas corretivas” nos próximos 6 meses, o que incluiria um programa visando gerar uma transparência maior das empresas em relação aos prestadores de serviços, e a exigência de se separar a aderência ao marketplace dos serviços de streaming.

O Mercado Livre se posicionou diante das considerações feitas no relatório da Cofece, e se mostrou disposto a cooperar. Por outro lado, destaca que, como não existe nesse momento alguma investigação em relação a possíveis ações monopolistas, uma eventual resolução formal da Cofece não implicaria em sanções econômicas.

Qual seria o impacto sobre o Mercado Livre?

Mesmo que essas medidas sejam tomadas pelo governo do México, os analistas da Genial acreditam que isso não traria ao Mercado Livre impacto relevante sobre sua posição atual de liderança no setor e, por conta dessa perspectiva, permanecem recomendando a compra das BDRs MELI34.

“Acreditamos que as medidas propostas não devem ter um impacto relevante na posição do Mercado Livre. Isso se deve ao fato de que tanto o programa de fidelidade MELI+ quanto o serviço de streaming Mercado Play ainda estão em estágios iniciais de adoção, sugerindo que separá-los das atividades principais provavelmente não terá um impacto significativo”, diz a Genial em relatório.

Segundo a Genial, outro fator que colabora para que o Mercado Livre mantenha sua posição é a eficiência de sua rede logística, quando comparada aos demais pares do setor. Nesse sentido, os analistas acreditam ser “improvável que as alternativas logísticas possam competir de forma eficaz”.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião