Melinda Gates já procurava advogados para divórcio desde 2019, diz jornal

Melinda Gates já havia procurado advogados para falar sobre seu divórcio com Bill Gates em 2019, afirmando que o casamento estaria “irreparavelmente rompido”. As informações foram dadas pelo Wall Street Journal durante o último domingo (9).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

O divórcio foi anunciado oficialmente na segunda-feira passada, dia 3, dando um ponto final ao casamento de 27 anos. Ambos não deram motivos para o término, mas afirmaram que os trabalhos na Fundação Bill & Melinda Gates, instituição filantrópica fundada por ambos, seguem sem alteração.

Contudo, apesar de os motivos não terem vido à tona por algum dos dois, os relatos colhidos pelo jornal americano são de que Melinda teria muita preocupação acerca da amizade do fundador da Microsoft (MSFT34) com Jeffrey Epstein, condenado por ter abusado sexualmente de menores de idade.

O WSJ informou ter contatado porta-vozes de Bill e de Melinda, mas ambos declinaram.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Epstein foi condenado em 2008, e novamente em 2019, onde ganhou mais holofotes, especialmente por manter relações próximas com diversas personalidades como Bill Clinton, Donald Trump, Michael Bloomber, Michael Jackson e membros das famílias Rockefeller e Rothschild.

Depois do anúncio do divórcio, fontes disseram ao WSJ que a amizade entre Bill Gates e Epstein ainda assombrava Melinda. Eles se conheceram em 2011, três anos depois da primeira condenação de Epstein.

O casal teria estado na residência de Epstein ainda em 2013, em Nova York. Outro veículo, o Daily Beast, já havia informado que a estadia havia deixado Melinda desconfortável. Pessoas próximas ao casal disseram que ela teria ficado “furiosa” com a amizade entre os dois.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

O encontro entre Bille e Epstein foi noticiado pelo The New York Times em 2019, dois meses após a morte de Epstein. Foi após isso, segundo o WSJ, que Melinda teria falado com seus advogados por várias vezes para discutir o divórcio.

Bill e Melinda já havia esboçado comportamento atípico anteriormente

Ainda em 2020, Bill e Melinda Gates anunciaram que não iriam ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, reunião da qual ambos participavam há várias edições consecutivas.

Pouco depois, em março, Bill Gates anunciou que estava renunciando aos conselhos da Microsoft e da Berkshire Hathaway, fundada por Warren Buffet.

 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião