Lucro da Vale (VALE3) no 3T21, Rede D’Or (RDOR3) compra hospital e Selic sobe para 7,75%: Veja as 5 notícias mais lidas

Lucro da Vale (VALE3) no 3T21, Rede D’Or (RDOR3) compra hospital e Selic sobe para 7,75%: Veja as 5 notícias mais lidas
Vale interrompe atividades por causa das chuvas em MG. Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Em meio à temporada de balanços, o mercado aguardava ansiosamente o resultado da Vale (VALE3) no terceiro trimestre deste ano. A expectativa de algumas casas de análise era de um ganho próximo de US$ 5 bilhões.

Os especialistas apontaram que a Vale foi beneficiada no trimestre pela alta do dólar, que saiu de um patamar de R$ 5,04 para mais de R$ 5,44 entre julho e setembro deste ano, elevando a sua receita com exportações. Ao mesmo tempo, o preço do minério de ferro caiu no período, mas continuou em níveis vantajosos para a mineradora.

Além da Vale, a Rede D’Or (RDOR3) ficou sob os holofotes durante a semana encerrada ontem, após anunciar a compra do Hospital Santa Isabel.

Durante a semana também foram bastante acessadas as notícias sobre os dividendos da Klabin (KLBN11) e dos Juros sobre capital próprio (JCP) da Porto Seguro (PSSA3). Ademais, a decisão do Copom de elevar a taxa básica de juros, a Selic, em 1,5 ponto percentual, garantiu seu lugar entre as notícias mais lidas da semana.

Veja abaixo o resumo das principais notícias da semana e acesse os links para ler o texto completo. Bom final de semana.

Rede D’Or (RDOR3) compra Hospital Santa Isabel

A Hospitais Integrados da Gávea – Clínica São Vicente, afiliada da Rede D’Or (RDOR3), fechou na última quarta-feira (27) um contrato de compra e venda de ações para aquisição de 100% do Hospital Santa Isabel, excluindo seus imóveis operacionais, por R$ 280 milhões.

Assim, a companhia conseguiu seu lugar entre as notícias mais lidas da semana, junto com a Vale e a Porto Seguro.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Rede D’Or destaca que do valor de firma será deduzido o endividamento líquido.

No documento, a companhia ainda afirma que a operação reforça seu compromisso com a estratégia de expansão e visão de longo prazo. Contudo, lembra que a transação ainda está sujeita à verificação de determinadas condições usuais, dentre elas, a aprovação pelo Cade.

Vale (VALE3): Mercado esperava lucro próximo de US$ 5 bi

Um dos destaques dessa semana foi a divulgação do balanço da Vale no terceiro trimestre de 2021. Os números foram divulgados na última quinta-feira (28), mas antes o mercado já projetava que o lucro da mineradora estaria próximo a US$ 5 bilhões.

A Inter Research projetava um lucro líquido de US$ 5,5 bilhões para a Vale no terceiro trimestre, enquanto a XP Investimentos previa US$ 4,6 bilhões. Por sua vez, o BTG Pactual (BPAC11) projetava um ganho de US$ 4,7 bilhões para a mineradora.

Contudo, O lucro líquido da Vale (VALE3) no terceiro trimestre desse ano alcançou US$ 3,886 bilhões, aumento de 34% em relação ao mesmo período de 2020. Na comparação ao segundo trimestre deste ano, o lucro mostrou queda de 49%. Assim, resultado veio abaixo das expectativas do mercado, que projetava um ganho próximo de US$ 5 bilhões.

Dividendos da Klabin (KLBN11)

Além da Vale, a Klabin também ficou entre as notícias mais lidas dessa semana. A companhia aprovou na última terça-feira (26) o pagamento de R$ 402 milhões em dividendos intercalares  e juros sobre capital próprio (JCP). O valor total corresponde a pouco mais de R$ 0,073194 por ação, e R$ 0,3659728 por Unit da companhia.

Do valor total a ser pago pela companhia, R$ 102 milhões correspondem a juros sobre capital próprio. Assim, os acionistas receberão aproximadamente R$ 0,018571 por ação da Klabin e R$ 0,0928 por Unit em JCP. Cabe destacar que o valor dos JCP estão sujeitos à retenção de imposto de renda na fonte à alíquota de 15%.

Já em dividendos, a companhia distribuirá R$ 300 milhões, correspondentes a R$ 0,054622 por ação e R$ 0,27311 por unit da Klabin.

O pagamento dos proventos está marcado para acontecer no próximo dia 11 de novembro, e os papéis passarão a ser negociados “ex-dividendos” e  “ex-juros sobre capital próprio” a partir do dia 1 de novembro.

Copom eleva Selic para 7,75%

Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu elevar a Selic em 1,5 ponto percentual, atingindo o patamar de 7,75% ao ano.

Alguns especialistas chegaram a prever uma alta de 3 pontos percentuais para a Selic.

Esse foi o sexto aumento consecutivo dos juros – em setembro e em agosto a alta foi de 1 p.p e, nas três decisões anteriores, o BC subiu a taxa em 0,75 ponto porcentual. O comitê diz que um aumento da mesma magnitude está previsto para a próxima reunião, em dezembro: “O Copom antevê outro ajuste de 1,50 pp na próxima reunião, para 9,25%.” A taxa chegou assim ao nível mais alto desde outubro de 2017, quando estava em 8,25% ao ano.

Além da Vale, Porto Seguro fica entre mais lidas

A Porto Seguro também ficou entre as notícias mais lidas dessa semana, assim como a Vale.

A seguradora anunciou o pagamento JCP relativos ao segundo semestre de 2021. A emissão será no valor de R$ 177,43 milhões, que representa valor unitário de R$ 0,275 por ação. Sobre esse montante incidirá retenção de 15% de imposto de renda na fonte.

Segundo o comunicado, o pagamento da Porto Seguro será efetuado para os acionistas detentores das ações até o dia 29 de outubro. A partir do dia 1º do mês seguinte, as ações serão negociadas como ex-juros. O pagamento será efetuado até 30 de maio do ano que vem, mas podendo ser realizado antes.

Da Vale à Porto Seguro, essas foram as 5 notícias mais lidas da semana. Para ler todas as notícias do SUNO Notícias, clique aqui ou nos siga no Instagram e Twitter.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!