Mais dividendos do Banco do Brasil (BBAS3)? Veja o que pode mudar em breve, segundo o Citi

Segundo analistas do Citi, a nova metodologia do Banco Central (BC) divulgada nesta semana deve afetar o Banco do Brasil (BBAS3) e os principais bancos e eventualmente ocasionar um aumento de proventos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

A ‘nova regra’ do BC, em suma, é uma mudança na metodologia para o cálculo do requerimento de capital para risco dos bancos – o que afeta o Banco do Brasil e os demais players do setor.

Segundo a autarquia, essa mudança implica em um aumento da exigência de capital agregada no Sistema Financeiro Nacional (SFN) de cerca de R$ 34 bilhões – que representa cerca de 2,6% do patrimônio de referência do SFN.

A regra passará a valer só em 2025 e será 100% implementada só em 2028, mas exigirá mudanças de capital do BBAS3 e dos demais bancos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

“O aumento dos requisitos de risco operacional foi identificado como uma das principais razões para o Banco do Brasil e o Itaú Unibanco terem visões mais cautelosas sobre pagamentos de dividendos mais elevados”, apontam os analistas do Citi.

“Achamos que a combinação do menor impacto no capital e um período de implementação mais longo são notícias positivas, permitindo que ambos os bancos [Banco do Brasil e Itaú] discutam pagamentos de dividendos mais elevados, o que pode ser um gatilho positivo para as ações”, completam.

Quanto o Banco do Brasil paga em dividendos?

Conforme os dados do Status Invest, atualizados em tempo real, os dividendos do Banco do Brasil foram de R$ 4,57 por ação ordinária nos últimos 12 meses.

Com isso, o dividend yield (DY) do Banco do Brasil fica em 8,6%, dado o preço atual da ação, na casa dos R$ 52.

Banco vai pagar quase R$ 1 bilhão em JCP

Banco do Brasil aprovou no dia 13 de novembro de 2023 o pagamento de R$ 976,866 milhões em juros sobre capital próprio (JCP), conforme comunicado nesta sexta (24).

Os JCP serão distribuídos a título de remuneração antecipada aos investidores e se referem ao quarto trimestre de 2023.

Os proventos do BB representam o valor de R$ 0,34230647023 por ação e serão distribuídos no dia 28 de dezembro de 2023.

Os juros sobre capital próprio do Banco do Brasil só serão recebidos pelos investidores que tiveram ações da empresa até o final da sessão de 11 de dezembro de 2023.

Por essa razão, as ações do Banco do Brasil que forem compradas a partir do dia 12 de dezembro não terão direito ao recebimento de proventos.

O pagamento de juros sobre capital próprio de qualquer empresa está sujeito a retenção de imposto de renda na fonte sobre o valor nominal, conforme a legislação aplicável.

Os investidores que são dispensados dessa tributação devem comprovar que são imunes ou isentos até o dia 13 de dezembro de 2023, indo até uma das agências da instituição financeira.

JCP do Banco do Brasil

  • Valor: R$ 976.866.000,00
  • Valor por ação: R$ 0,34230647023
  • Data de corte: 11 de dezembro de 2023
  • Data de pagamento: 28 de dezembro de 2023

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião