Semana do ESG

Magazine Luiza (MGLU3) perde participação de mercado; veja quem está ganhando

Magazine Luiza (MGLU3) perde participação de mercado; veja quem está ganhando
Magazine Luiza (MGLU3) faz liquidação recorde. Foto: Divulgação

O Magazine Luiza (MGLU3) vem perdendo espaço de mercado desde dezembro de 2021, de acordo com pesquisa realizada pela Conversion. Enquanto isso, a Shopee, plataforma de e-commerce de Singapura recém-chegada ao Brasil, ganha cada vez mais terreno no e-commerce.

Conforme o Relatório Setores do E-commerce, a Magazine Luiza foi de 110.039.497 acessos em janeiro para 99.635.627 em junho, queda de 10%, considerando os acessos via desktop e aplicativo (contabilizado apenas em aparelhos com sistema Android). Enquanto isso, a Shopee foi de 188.890.488 para 202.498.201 no mesmo período, salto de 7%.

Atualmente, a Shopee só fica atrás do Mercado Livre (MELI34), que também sentiu uma contração no primeiro semestre de 2022, equivalente a 6%.

A chinesa Shein também está conseguindo expandir mensalmente seus acessos. Na comparação de janeiro com junho, a empresa teve alta de 61% no número de acessos mensais em suas plataformas digitais.

“Apenas 10 das maiores lojas do Brasil detêm 51,8% de toda a audiência do e-commerce no Brasil. O líder Mercado Livre tem 14% de market share, enquanto Shopee conta com 9,7% e Amazon Brasil fica com 5,2%”, diz o relatório da Conversion. A pesquisa mostra ainda que houve uma diminuição geral do setor de e-commerce, com 2,09 bilhões de acessos em junho. O número representa queda de 1,8% contra maio.

Ao considerar apenas acessos em aplicativos de celular no sistema Android, a Shopee ganha do Mercado Livre.

Batalha dos gigantes: Shopee vs. Magazine Luiza

A Shopee vem aumentando sua operação de logística no Brasil. Nos últimos meses, decidiu investir em cinco centros de distribuição no modelo “cross-docking”.

O modelo cross-docking funciona da seguinte forma: a partir do momento que o cliente compra um produto na plataforma de e-commerce, a mercadoria é enviada ao centro de distribuição e, por meio de um sistema de redistribuição, é levada ao cliente, sem manter o produto por um longo período no armazém.

Temendo o crescimento da concorrência nas operações de logística, a empresária Luiza Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, gravou e divulgou recentemente um vídeo em que pede aos clientes “vão a loja, por favor”. Disse ainda que a varejista terá crédito pré-aprovado para clientes.

O vídeo teve uma repercussão relativamente negativa entre analistas de mercado e especialistas. No acumulado dos últimos 12 meses, os papéis MGLU3 caem cerca de 88%.

Top 10: ranking e market share do e-commerce no Brasil

  1. Mercado Livre: 14%
  2. Shopee: 9,7%
  3. Amazon Brasil: 5,2%
  4. Americanas (AMER3): 5%
  5. Magazine Luiza: 4,8%
  6. AliExpress: 3,9%
  7. iFood: 3,1%
  8. Via (VIIA3): 2,8%
  9. Netshoes: 1,9%
  10. Shein: 1,5%

Cotação do Magazine Luiza

Nesta quarta-feira (3), as ações do Magazine Luiza fecharam em alta de 8,12%, a R$ 2,93. Em 2022, acumula queda de 56,99%.

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO