M. Dias Branco (MDIA3) aprova programa de recompra de até 3,58 milhões de ações

A fabricante de alimentos M. Dias Branco (MDIA3) aprovou a criação de um programa de recompra de até 3,58 milhões de ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal da companhia, segundo fato relevante divulgado nesta quinta-feira (18).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Segundo a M. Dias Branco (MDIA3), o programa terá início nesta sexta-feira (19) e terá duração máxima de 18 meses, encerrando-se em 19 de outubro de 2025.

O objetivo do programa de recompra da M. Dias Branco, de acordo com a empresa, é maximizar a geração de valor para os acionistas e atender às exigências do programa de incentivo de longo prazo com ações restritas, aprovado na assembleia geral extraordinária da companhia realizada em 30 de abril de 2021.

A instituição financeira intermediária do programa da M. Dias Branco será o BTG Pactual (BPAC11).

M. Dias Branco (MDIA3) tem alta de 2105% no lucro do 4T23; veja detalhes do balanço

A M. Dias Branco teve um lucro líquido de R$ 341,9 milhões no quarto trimestre de 2023, aumento de 2105,8% frente ao lucro de R$ 15,5 milhões reportados no mesmo período do ano anterior.

O crescimento no lucro da M. Dias Branco no trimestre foi resultado da expansão do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) e da melhora do resultado financeiro, disse a empresa no relatório de resultados.

Já a receita líquida da M. Dias Branco avançou 0,2% na mesma base comparativa, alcançando R$ 2,770 bilhões, ante R$ 2,765 bilhões registrados no quarto trimestre de 2022. A empresa destacou a recuperação das vendas em volume de biscoitos, massas, farinha e farelo de trigo no último trimestre do ano.

Entre as categorias, a maior contribuição para a receita líquida veio de biscoitos, com 5,6%. “Observamos um contexto de demanda crescente em termos de valor e de unidades vendidas no 4T23 e no ano”, disse.

O Ebitda atingiu R$ 442,4 milhões no período, avanço de 264,7% frente aos R$ 121,3 milhões do 4T22. A margem Ebitda da M. Dias Branco, por sua vez, ficou em 16% no 4T23, aumento de 11,6 pontos percentuais (p.p) na comparação anual, “refletindo a queda dos custos das commodities, a recuperação dos volumes vendidos e o controle das despesas”.

Já a alavancagem da M. Dias Branco ficou em 0,1 vez, ante 1,8 vez negativa reportada no 4T22, o quarto trimestre consecutivo de redução do indicador, “fruto da melhora sequencial dos resultados e da forte geração de caixa“, pontuou.

No 4T23, as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, chamada pela M. Dias Branco de “região de ataque”, apresentaram recuo de 1% na receita líquida na comparação anual, enquanto a “região de defesa”, formada pelas regiões Norte e Norte, cresceu 1%.

Do montante total da receita líquida, R$ 44,3 milhões vieram da receita da M. Dias Branco no exterior, o que inclui exportações e a operação no Uruguai, queda de 5,7% ante o quarto trimestre do ano anterior.

Desempenho das ações de M. Dias Branco

Confira o desempenho das ações de M. Dias Branco (MDIA3).

Cotação MDIA3

Gráfico gerado em: 18/04/2024
5 Dias

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião