AGENDA

Lojas Renner (LREN3) confirma oferta de ações de até R$ 6,45 bi e prevê investimentos

Lojas Renner (LREN3) confirma oferta de ações de até R$ 6,45 bi e prevê investimentos
Lojas Renner (LREN3). Foto: Divulgação.

A Lojas Renner (LREN3) confirmou que fará uma oferta de ações que pode atingir R$ 6,45 bilhões. Segundo o fato relevante divulgado na manhã desta segunda-feira (19), a operação contará com a emissão de 102 milhões de novas ações, podendo será acrescida em 35% caso haja demanda. A estimativa tem como base a cotação atual, de R$ 46,90.

Na última sexta-feira (16), as ações da Lojas Renner dispararam com o rumor no mercado de que uma oferta de ações estaria sendo preparada para que a companhia pudesse comprar algum concorrente no setor, como a C&A (CEAB3) ou Marisa (AMAR3). A empresa confirmou que estudava a emissão, mas não citou intenções de aquisição.

A operação ocorrerá no âmbito da Instrução 476 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sendo uma oferta restrita. O período de subscrição da oferta prioritária ocorrerá entre hoje e a próxima segunda-feira (26).

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A fixação do preço por ação após o procedimento de bookbuilding, por sua vez, será no dia 29 de abril, com o início de negociação das ações na B3 no dia 3 de maio. Os recursos captados com a oferta serão destinados da seguinte maneira:

  • Desenvolvimento do ecossistema de moda e lifestyle através de iniciativas orgânicas e inorgânicas;
  • Continuidade de digitalização dos processos da empresa;
  • Construção de um novo centro de distribuição;
  • Expansão de lojas físicas;
  • Ampliação dos serviços financeiros ofertados;
  • Flexibilidade em realizar novos investimentos.

O bancos coordenadores da oferta serão Itaú BBA, BTG Pactual (BPAC11), JP Morgan, Morgan Stanley e Santander (SANB11). As ações serão colocadas em regime de garantia firme de liquidação.

Na visão da corretora Guide, a operação é positiva não só para a Renner mas também para as outras empresas do setor, “que poderiam entrar no radar de aquisição” da companhia.

“O cenário ainda desafiador para o varejo por causa da pandemia aliado a perspectiva de uma aceleração da vacinação no segundo semestre, sugere que o setor pode passar por um processo consolidação”, diz a corretora em relatório. “Com valor de mercado de R$ 4,2 bilhões, avaliamos que a C&A deve ser o principal alvo, visto que recentemente rumores sobre uma possível venda do controle surgiram.”

Lojas Renner pretende investir R$ 1,1 bilhão em 2021

Após apresentar uma queda de 31% do lucro líquido no quarto trimestre do ano passado, a Lojas Renner revelou que pretende investir R$ 1,1 bilhão neste ano.

Os investimentos feitos pela Renner em 2020, na ordem de R$ 544 milhões foram majoritariamente realizados na parte de tecnologia, com 48,8% dos recursos sendo utilizados nesta linha. Cerca de 25% dos aportes da varejista foram focados no desenvolvimento de um novo centro de distribuição e apenas 18% gastos com abertura de novas lojas.

Já neste ano, a empresa pretende abrir entre 20 e 30 novas unidades, buscando ganhar participação de mercado após o período de pandemia, enxergando um cenário macroeconômico favorável à classe média no curto-prazo.

Segundo o balanço do ano passado divulgado em fevereiro, a ideia da Lojas Renner é investir em uma entrega omnichannel, mais prática aos seus clientes.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião