AGENDA

Lojas Americanas (LAME4) tem lucro de R$ 400,4 mi no 4º tri

Lojas Americanas (LAME4) tem lucro de R$ 400,4 mi no 4º tri
Lojas Americanas. Foto: Divulgação

A Lojas Americanas (LAME4) divulgou nesta quinta-feira (4) seus resultados do quarto trimestre de 2020. A companhia teve lucro líquido de R$ 400,4, crescimento de 0,6% ante o mesmo período em 2019.

A receita líquida da Lojas Americanas foi de R$ 7,43 bilhões no período, enquanto o quarto trimestre de 2019 somava R$ 6,46 bilhões, alta de 15,0%.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da empresa ficou em R$ 1,235 bilhão entre outubro e dezembro do ano passado. O montante equivale a uma queda de 5,5%.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Por sua vez, o GMV total totalizou 13,5 bilhões, expansão de 18,4%, em comparação com o último trimestre de 2019, sustentado pela alta penetração das vendas online. O GMV online representou 69,1% do GMV total do Universo Americanas.

De acordo com o relatório, o Universo Americanas contabilizou 46 milhões de clientes ativos, com pelo menos uma compra nos últimos doze meses. Isso representou um aumento de 8 milhões de clientes no ano. Além disso, a sobreposição entre a base de clientes das plataformas digital e física cresceu 175%, de 4 milhões em dezembro de 2019 para 11 milhões em dezembro de 2020.

Em relação as vendas ‘mesmas lojas’, o relatório destaca que “no início do trimestre, a evolução das vendas apresentou uma tendência positiva até novembro. No entanto, devido ao aumento no número de casos de covid-19 no país em dezembro”, o indicador registrou uma redução de 5,2% no quarto trimestre.

Ao final de dezembro do ano passado, a plataforma física possuía 23.786 funcionários e 1.707 lojas em 765 cidades, sendo 947 tradicionais, 703 express, 53 em formato de conveniência, 2 lojas digitais e 2 Ame Go, comum a área de vendas de 1,2 milhão de metros quadrados.

Lojas Americanas  e B2W estudam fusão

Vale destacar que recentemente o mercado ficou atento à Lojas Americanas, após a B2W (BTOW3) comunicar sobre uma possível fusão entre as companhias.

De acordo com a B2W, o Conselho de Administração de ambas empresas aprovou “que se estude uma potencial combinação operacional de seus negócios com o objetivo de maximizar a experiência do cliente em uma nova jornada de criação de valor do Universo Americanas”.

Contudo, os analistas da Safra corretora apontam que essa fusão seria mais benéfica para os acionistas da B2W. Os analistas destacaram que as ações da B2W registraram uma alta maior que a Lojas Americanas após o anúncio. E

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião