JHSF (JHSF3) anuncia emissão de até R$ 300 milhões em debêntures

A JHSF (JHSF3) informou ao mercado na última terça-feira (14) que aprovou a emissão de até R$ 300 milhões em debêntures, a serem adquiridas pela True Securitizadora.

A emissão de debêntures é simples, não conversíveis em ações, “da espécie quirografária a ser convolada em espécia com garantia real, em série única, para colocação privada da JHSF a ser adquirido pela True”. O prazo total é de até seis anos e a remuneração anual é equivalente a CDI + 1,55%.

Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

Segundo o comunicado ao mercado, com a conclusão dessa transação, a companhia reduzirá o custo médio ponderado de sua dívida consolidada , resultando em economia de spread de R$ 6 milhões/ano.

“As debêntures serão utilizadas para lastrear emissão de certificados de recebíveis imobiliários (CRIs), cuja liquidação deverá ocorrer nos próximos dias, havendo garantia firme de subscrição para totalidade dos CRIs”, informou o documento.

JHSF anuncia Hotel Fasano em Nova York, o primeiro fora da América do Sul

Em fevereiro deste ano, a JHSF informou que abrirá o primeiro Hotel Fasano fora da América do Sul. O empreendimento ficará na 5ª Avenida, em Nova Iorque, com sete unidades hoteleiras.

Além disso, segundo a companhia, será construído um restaurante da marca na Park Avenue, centro corporativo da cidade. O grupo garante que este movimento fora das fronteiras brasileiras demonstra suas ambições internacionais.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

De acordo com José Auriemo Neto, presidente do conselho da companhia, a escolha de Nova Iorque ressalta que o objetivo é brigar nos principais mercados globais para a altíssima renda. “Estrear a estratégia internacional em Nova York tem uma simbologia importante”, afirmou.

Já Thiago Alonso de Oliveira, CEO da empresa, disse que logo deverão ser abertas unidades outras capitais tradicionais no segmento de luxo, como Londres, Paris, Milão e Lisboa, além de Miami e Los Angeles. “E é claro que, em todos os casos, vamos estar em localizações privilegiadas, como em Nova York”, disse o executivo.

Saiba Mais: JHSF aprovou o pagamento de R$ 54 mi em dividendos

Ademais, mais cedo no mesmo mês, a companhia divulgou seu balanço do ano passado. De acordo com a empresa, o lucro líquido anual cresceu 508,5% e atingindo R$ 326,7 milhões.

Na comparação trimestral, o lucro foi de R$ 211 milhões no intervalo de outubro a dezembro do ano passado, 197,4% maior do que mesmo período do ano anterior

Já a receita líquida da JHSF chegou a R$ 636,8 milhões em 2019, alta de 39,6%. Somente no último trimestre, o valor atingido foi de R$ 186,7 milhões. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 226,9 milhões no acumulado anual, frente a R$ 141,6 milhões de 2018.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião