Lucro da JBS (JBSS3) e dividendos do Itaúsa (ITSA4) chamam atenção do mercado financeiro

Lucro da JBS (JBSS3) e dividendos do Itaúsa (ITSA4) chamam atenção do mercado financeiro
JBS (JBSS3). Foto: Paulo Vitale/ Divulgação/JBS

Nos destaques do mercado financeiro desta terça-feira (22), chama a atenção do mercado financeiro a JBS (JBSS3) que lucrou R$ 6,4 bilhões no quarto trimestre de 2021.

Além da JBS, está também entre os destaques do mercado financeiro a Itaúsa (ITSA4) que aprovou o pagamento de 1 bilhão em juros sobre o capital próprio (JCP). Já a Eneva (ENEV3) teve queda de 28,7% no lucro do quarto trimestre de 2021.

Por sua vez, a Comgás (CGSA3) anunciou pagamento de 700 milhões em JCP e dividendos e a Odontoprev (ODPV3) vai distribuir R$ 16,3 milhões em JCP.

Veja os destaques do mercado financeiro:

JBS

A JBS registrou lucro líquido R$ 6,4 bilhões, ou R$ 2,69 por ação, no quarto trimestre de 2021 (4T21). O montante corresponde a um aumento de 61% ante o lucro líquido apurado um ano antes, de R$ 4,02 bilhões.

No consolidado de 2021, o lucro líquido da JBS cresceu 4,5 vezes, saindo de R$ 4,59 bilhões para R$ 20,48 bilhões. Segundo a companhia, trata-se do melhor resultado para o período de um ano da sua história.

Itaúsa

A Itaúsa anunciou que o Conselho de Administração da empresa aprovou a declaração antecipada de Juros Sobre Capital Próprio (JCP) aos seus acionistas. A soma bruta total é de R$ 1.000.258.485,10.

De acordo com fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o valor por ação será de R$ 0,11337.

O pagamento será feito até dia 29 de dezembro de 2023. O valor dos JCP terá retenção do imposto de renda na fonte, com alíquota de 15%, resultando em aproximadamente R$ 0,0963645 por ação.

Eneva

A Eneva anotou lucro líquido de R$ 489,4 milhões no quarto trimestre de 2021. O balanço da Eneva, assim, demonstra queda de 28,7% no lucro na comparação com os R$ 629,9 milhões reportados no mesmo período do exercício anterior.

A queda, no entanto, reflete um ajuste contábil feito em 2020, que inflou o resultado em um montante da ordem de R$ 300 milhões, relacionado a uma mudança de regra de alocação de imposto diferido.

Comgás

A Comgás, controlada pela Consan (CSAN3), aprovou a distribuição de proventos aos acionistas no valor de R$ 700 milhões. Serão distribuídos 15,8 milhões em JCP, R$ 580,8 milhões em dividendos intermediários e R$ 103,2 milhões em dividendos intercalares.

Segundo o documento, farão jus ao recebimento de JCP e dividendos da Comgás os acionistas constantes da posição acionária da companhia, verificada em 24 de março de 2022. O pagamento aos acionistas ocorrerá em 4 de abril.

Odontoprev

A Odontoprev vai pagar R$ 16,36 milhões em Juros Sobre Capital Próprio (JCP) aos seus acionistas. Os proventos da Odontoprev serão pagos no dia 6 de julho de 2022. O valor a ser pago por ação será de R$ 0,0319, sem considerar a incidência do Imposto de Renda.

Já o valor por ação da Odontoprev, que já considera a alíquota média de Imposto de Renda, será de R$ 0,0271. Lembrando que, para a pessoa física, essa alíquota de IR é de 15%, descontada na fonte.

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a JBS que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO