Itaúsa (ITSA4) anuncia pagamento de JCP de R$ 500 milhões; veja o valor por ação

O conselho de administração da Itaúsa (ITSA4) aprovou um novo pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP), no montante bruto de R$ 500 milhões, conforme comunicado pela companhia nesta segunda-feira (16).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

Os JCP da Itaúsa correspondem ao valor bruto de R$ 0,0515 por ação. Considerando a retenção de 15% de imposto de renda na fonte, o valor líquido é de R$ 0,043775 por ação.

A tributação sobre os juros sobre capital próprio da Itaúsa só não será aplicada para aqueles investidores pessoas jurídicas que comprovarem ser imunes ou isentos.

O pagamento vai ser realizado até 30 de dezembro de 2024, mas somente aos investidores que comprarem ações da companhia e se mantiveram com elas até o final da sessão do dia 19 de outubro de 2023, próxima quinta-feira. As ações negociadas a partir de 20 de outubro não darão direito aos JCP da Itaúsa.

Os proventos da Itaúsa vão ser imputados ao valor do dividendo do exercício de 2023. Segundo o portal Status Invest, os rendimentos da empresa somam R$ 0,6909 por cota em 1 ano, perfazendo um dividend yield de 7,66% nos últimos 12 meses.

JCP da Itaúsa

  • Valor bruto: R$ 500.000.000,00
  • Valor por ação: R$ 0,0515 (R$ 0,043775 líquido de IR)
  • Data de corte: 19 de outubro de 2023
  • Data de pagamento: até 30 de dezembro de 2024

2º rateio de sobras da subscrição de ações da Itaúsa no aumento de capital

A Itaúsa também informou que após terminado o período preferencial para subscrição das ações, no âmbito do seu aumento de capital, e também considerando que foi realizado o 1º rateio de sobras, observou-se que foram subscritas 133,595 milhões de ações (99,02%).

As quase 1,328 milhão de ações da Itaúsa que ainda não foram subscritas serão rateadas entre os subscritores das mais de 118,025 milhões de ações que manifestaram seus interesses na compra das sobras.

Cada ação da Itaúsa do tipo ordinária que for subscrita vai dar o direito a subscrever 0,0003143522106 ações ordinárias e 0,0109371736331 ações preferenciais.

Já no caso de cada ação preferencial subscrita, o investidor terá o direito de subscrever 0,0112515258437 ações preferenciais.

Os subscritores que decidiram pela compra das sobras de ações devem subscrever e integralizar esses papéis dentro do prazo, que vai de 17 a 20 de outubro de 2023, com o papel ainda custando R$ 6,50 cada.

Assim, a Itaúsa informa que os titulares de direitos que estão registrados de forma escritural no Itaú devem ir a uma agência até 20 de outubro. Já os registrados na central depositária de ativos da B3 precisarão contatar os agentes de custódia até 19 de outubro.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/12/Ebook-Acoes-Desktop.webp

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno