Itaú (ITUB4) une Varejo e WMS para mudar jeito de assessorar investimentos

Itaú (ITUB4) une Varejo e WMS para mudar jeito de assessorar investimentos
O Itaú quer mudar seu jeito de assessorar investimentos

O Itaú Unibanco (ITUB4) informou nesta sexta-feira (17) que unirá esforços de suas áreas de Varejo e Wealth Management and Services (WMS) para mudar o jeito de assessorar investimentos.

Segundo documento de coletiva de imprensa do conglomerado, o Itaú planeja unir o atendimento de seu segmento de full bank a oferta de investimentos para oferecer assessoria de investimentos a todos os clientes pessoas físicas.

A estrutura será composto por um coordenador do escritório; especialistas de investimentos certificados, que farão o planejamento financeiro de longo prazo; e especialistas em trading de renda fixa e variável, que deverão buscar oportunidades no mercado. Os especialistas vão trabalhar em conjunto com gerentes de relacionamento do banco, para entregar serviços tanto serviços de investimentos quanto de banking.

O negócio será liderado por Luiz Severiano Ribeiro, chefe global de Private Bank do Itaú, responsável pelas operações do Itaú Private Bank no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa.

O segmento de WMS do Itaú, responsável pela gestão de produtos e serviços relacionados ao mercado de capitais, possui, segundo dados de agosto deste ano, R$ 1,2 trilhões de ativos sob gestão em termos de clientes pessoas físicas.

Itaú lança plataforma de investimentos Íon

Em meados do mês passado, o Itaú comunicou que estava lançando seu novo aplicativo de investimentos, o Íon, com o objetivo reforçar a presença do conglomerado no mercado financeiro.

Mesmo em meio à pandemia, os números de investidores na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) continuaram a crescer. Na verdade, o aumento foi acelerado, em parte por conta taxa básica de juros (Selic), que está mínima história, o que leva os investimentos em renda fixa a perderem atratividade.

Nesse cenário, instaurou-se uma “guerra” para ver quem iria arrematar mais clientes para oferecer serviços voltados para o mercado de capitais. E o Itaú não iria ficar de fora.

De acordo com o diretor de produtos de investimentos e previdência do Itaú, Claudio Sanches, o banco anunciou a plataforma de investimentos Íon para sanar a “dores” dos cerca de três milhões clientes que se interessam cada vez mais em investimentos e buscam uma plataforma dedicada.

Agora, segundo o executivo, o Itaú quer sair da área das “ofertas commodities” apresentadas por outras corretoras de valores, como zerar taxas ou ter uma prateleira aberta de produtos e focar no cliente.

Última cotação

Por volta das 15h20, as ações do Itaú Unibanco, negociadas com o código ITUB4, operavam em alta de 2,09%, cotadas R$ 29,34. O Ibovespa sobe menos, 0,77%, a 111.075,14 pontos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião