Período de reserva para IPO da Vamos Locação termina nesta sexta

A empresa de locação de caminhões, Vamos Locação, abrirá seu capital no dia dois de maio deste ano. O código correspondente que será negociado na B3 é “VAMO3”. A expectativa da venda de ações da empresa pertencente ao grupo JSL é de alcançar até R$ 1,1 bilhão. O período de reserva dos investidores vai do dia 16 até esta sexta-feira dia 26 de abril.

Será dedicado 10% das ações no Initial Public Offering (IPO) a investidores no varejo. Esses deverão possuir de R$ 3 mil a R$ 1 milhão. A definição do preço da ação está para o dia 29 deste mês, entretanto, a faixa indicativa pela Vamos Locação é entre R$ 17 e R$ 21. O preço médio é de R$ 19.

Ainda que a expectativa seja alcançar R$ 1,1 bilhão, somente R$ 350 milhões devem ficar com a empresa. Outra parte dos recursos serão utilizados para pagar dividendos aos próprios acionistas. Além disso, outra parte será destinado a empresa de logística rodoviária, JSL.

Vamos Locação: saiba mais sobre a próxima brasileira a realizar IPO

A locadora tem potencial em alcançar na bolsa R$ 2,6 bilhões, contanto que, a ação ultrapasse a faixa indicativa.

Atualmente, a JSL tem participação de 100% na empresa, após o IPO, sua participação sera reduzida até 50,01%. Contudo, ela continuará no comando da Vamos.

IPO da Vamos

O Bradesco BBI é o coordenador-líder, mas outras setes instituições coordenarão a oferta pública, como:

  • BTG Pactual (BPAC11);
  • Banco Santander (SANB3);
  • BofA Merrill Lynch;
  • BB Investimentos;
  • Caixa Econômica Federal (CEF);
  • XP Investimentos;
  • Credit Suisse;
  • e Banco J. Safra.

A oferta terá distribuições primária e secundária de 52,85 milhões de ações ordinárias. O montante equivale a 42,8% de seu capital social. Do total;

  • 26,76 milhões serão novas ações;
  • e 26,086 milhões pertencem à JSL.

As ações ordinárias de emissão da Vamos serão negociadas no segmento de listagem do Novo Mercado da B3.

Saiba mais – IPO: cinco empresas que podem abrir seu capital na B3 em 2019

Novo Mercado

Conforme o economista da Suno Research, Tiago Reis, o “Novo Mercado é um segmento da B3 que reúne as ações das empresas abertas com os melhores níveis de governança corporativa do mercado. Logo, se trata de uma listagem onde são negociadas as empresas que adotam, de forma voluntária, políticas de governança e disclosure muito acima do que a legislação exige”.

No Novo Mercado há “maior transparência na gestão e publicação no mercado de 100% de ações ordinárias, com 100% Tag Along. Ainda, no momento do IPO, será preciso uma movimentação mínima de R$ 10 milhões e também, no mínimo, 25% dessas ações sejam postas para circular no mercado”, explica Tiago Reis.

Sobre

A empresa, tem forte participação nos setores: alimentício; ambiental; agronegócio; transportes e outros. Além disso, de acordo com os dados divulgados pela empresa, a Vamos é:

  • Maior locadora de caminhões, máquinas, ônibus e equipamentos do Brasil;
  • maior rede de concessionária de caminhões;
  • maior capilaridade dos pontos de venda de ativos

Além do mais, a empresa consta com:

  • Mais de 10 mil ativos locados
  • 14 lojas de vendas de caminhões e ônibus
  • 15 lojas de venda de máquinas
  • 11 lojas de seminovos
  • e mais de 1.000 colaboradores.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Última cotação

Na última sessão, que aconteceu na quinta-feira (25), o grupo JSL, detentor do controle da Vamos Locação, teve queda na ação de 0,56%, sendo negociado a R$ 10,66.

Saiba mais – Vale a pena entrar no IPO da Vamos? Clique aqui e confira o relatório gratuito

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião