IPCA avança 0,38% em abril, menor taxa para o mês desde 2021

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado o principal indicador da inflação no Brasil, registrou uma aceleração de 0,38% em abril.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

No mês de março, o termômetro da inflação havia atingido os 0,16%, uma diferença de 0,22 ponto percentual para o número divulgado nesta sexta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi a menor taxa para um mês de abril desde 2021, quando o IPCA subiu 0,31%.

Segundo Igor Cadilhac, economista do PicPay, apesar do dado ter vindo um pouco “pior do que esperávamos, foi incapaz de alterar o bom momentum da inflação brasileira e reforça a tese de pelo menos duas novas quedas de 25 pontos-base da taxa Selic.”

Gustavo Sung, economista-chefe da Suno Research, na mesma linha, diz que os dados divulgados são uma “boa notícia”. Porém, pelo último comunicado do Copom, o cenário global mais adverso, com a incerteza nos Estados Unidos e as expectativas de inflação desancoradas, pesam mais sobre o cenário do banco central.

No ano, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo acumula alta de 1,80% e, nos últimos 12 meses, a inflação acumulada é de +3,69% – valor ainda abaixo dos 3,93% observados nos 12 meses imediatamente anteriores.

A alta da inflação em abril ficou perto do teto das estimativas dos analistas do mercado financeiro na pesquisa do Projeções Broadcast, de 0,40%, com piso de 0,21% e mediana de 0,33%.

Análise parcelada do IPCA

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete registraram variações positivas em abril. Destaque para os grupos Saúde e cuidados pessoais (1,16%) e Alimentação e bebidas (0,70%), que tiveram os maiores impactos no índice do mês, 0,15 p.p. cada.

As passagens aéreas, do grupo de Transportes (+0,14%), de acordo com o IBGE, viram uma queda nos preços de 12,09%.

Os combustíveis majoritariamente apresentaram alta nos preços, com exceção do gás veicular (-0,51%). Enquanto isso, o etanol (4,56%), a gasolina (1,50%) e o óleo diesel (0,32%) ficaram mais caros.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Investindo-no-exterior.png

Custo dos remédios e alimentos pesa na inflação de abril

Andre Fernandes, head de renda variável e sócio da A7 Capital, comenta que um dos “segmentos que mais puxo “grandes vilões” que elevaram o IPCA de abril foram os produtos farmacêuticos, que tiveram forte alta por conta do reajuste autorizado pela CMED de até 4,5%.

O especialista também ressalta a pressão altista do grupo de alimentos (com destaque para aumento nos preços do tomate, cebola e mamão) que sobe pelo segundo mês seguido, muito por conta dos efeitos climáticos.

“Na minha visão, é um grupo que deve seguir pressionando a inflação, por conta da tragédia no RS, que é um grande produtor de alimentos do país, principalmente no arroz,” comenta Fernandes.

Núcleos do IPCA

Apesar de um IPCA acima do esperado, o economista-chefe da Suno Research acredita que há um qualitativo positivo.

“Houve uma desaceleração, tanto na variação mensal quanto anual, da inflação de serviços e serviços subjacentes. A média dos núcleos passou de 3,8% em março para 3,5% em abril. E, o índice de difusão registrou uma alta marginal”, aponta Gustavo Sung.

Como explica a estrategista de inflação da Warren Investimentos, Andréa Angelo, “o destaque veio dos serviços intensivos em trabalho que desaceleraram mais que o esperado (projeção de 0,47%) e registraram alta de 0,39% no mês e 5,5% no acumulado 12 meses.”

Diretrizes para o próximo Copom

A perspectiva, segundo Sung, é de que a autoridade monetária mantenha uma postura cautelosa nas próximas reuniões.

“Para a próxima reunião, Copom preferiu deixar o cenário em aberto a fim de compreender a evolução e os impactos dos últimos eventos sobre a nossa economia. Mantemos a nossa projeção para taxa terminal da Selic em 9,50% para 2024”, comenta o economista-chefe da Suno Research.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Camila Paim

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno