B3 (B3SA3): investidor estrangeiro eleva posição ‘vendida’ e aposta na queda dos juros

B3 (B3SA3): investidor estrangeiro eleva posição ‘vendida’ e aposta na queda dos juros
No relatório, a OCDE projeta um crescimento econômico de 5,2% par ao Brasil em 2021 - Foto Flickr./Agência Brasil

Os investidores estrangeiros elevaram suas posições aplicadas no mercado de juros, em termos líquidos, no pregão de sexta-feira (27,) segundo informações da B3.

O estoque dos contratos em aberto vendidos em taxas/comprados em PU, Preço unitário, destes players subiu de 3.497.718 para 3.645.418, aumento de 147.700 contratos.

Já os investidores locais reduziram a posição líquida vendida em taxa, passando de 2.175.185 para 2.010.289, uma diferença de 164.896 contratos.

Em contrapartida, os bancos diminuíram posição líquida comprada em taxa, com o estoque passando de 5.400.004 para 5.378.699 contratos em aberto, uma baixa de 21.305 contratos.

Juros futuros

Os juros futuros começam a semana com alta dos longos, refletindo a cautela local em meio à crise hídrica, riscos fiscais e inflacionários, ruídos políticos antes dos atos de 7 de setembro, e saída dos bancos públicos da Febraban.

As taxas médias têm viés de alta, mas as curtas operam estáveis após o IGP-M mostrar desaceleração em agosto.

Na manhã desta segunda-feira (30) a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia para máxima de 9,78%, de 9,71% no ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2023 marcava 8,47%, de 8,45%, e o para janeiro de 2022 exibia máxima de 6,765%, de 6,779% no ajuste de sexta-feira (27).

Ouro fechou em alta com influência dos Treasuries após Powell

Com os movimentos recentes, o ouro teve alta no último pregão da semaan, reagindo ao dólar fraco e a queda nos juros dos Treasuries, após falas do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, durante o Simpósio de Jackson Hole.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro saltou em 1,35%, a US$ 1.819,50 a onça-troy. No acumulado da semana, o contrato do metal acumulou alta de 1,99%.

Com a cotação na moeda americana, o metal precioso fica mais atraente a investidores que negociam com outras divisas quando a moeda norte-americana se enfraquece, enquanto o recuo nos retornos da renda fixa dos Estados Unidos dá apoio por concorrerem com a commodity como reserva de segurança de investidores.

O movimento de queda do dólar ante rivais e dos juros dos Treasuries se intensificou no fim da manhã desta sexta-feira, quando Powell adotou tom mais dovish que os do demais dirigentes do Fed ao discursar sobre a política monetária da entidade e suas metas de inflação e emprego.

Com informações do Estadão Conteúdo

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!