Imóveis: crédito imobiliário cresce 7,4% em outubro, segundo Abecip

Imóveis: crédito imobiliário cresce 7,4% em outubro, segundo Abecip
A Abecip informou que os financiamentos de imóveis com recursos da caderneta de poupança chegaram a R$ 13,9 bilhões em outubro

A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) informou, nesta terça-feira (24), que os financiamentos de imóveis com recursos da caderneta de poupança chegaram a R$ 13,9 bilhões em outubro deste ano, o que representa uma alta de 7,4% na comparação mensal.

Além disso, o total de financiamento de imóveis com recursos da poupança no mês de outubro cresceu 84% em comparação com outubro de 2019, de acordo com o levantamento da Associação.

Em comunicado a imprensa, a Abecip apontou que “em valores nominais, o volume financiado em outubro marca o segundo recorde mensal consecutivo da série histórica iniciada em julho de 1994″.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Vale destacar que no acumulado do ano, o total de empréstimos para compra e construção da casa própria já é maior do que toda a produção vista em 2019, uma vez que foram anotados R$ 92,67 bilhões. O montante representa um aumento de 48,8% em relação ao mesmo período do exercício imediatamente anterior.

Em relação as unidades, os dados da Abecip apontam que o total de imóveis financiados em outubro, nas modalidades de aquisição e construção, foi 45,5 mil, o que representa um avanço de 8,3% na comparação mensal. Já na comparação anualizada, a alta foi de 53,6%.

No acumulado do ano até outubro, o número fica em 324,6 mil unidades, o que representa uma alta de 36,8% em comparação com o mesmo período de 2019.

Lançamentos de imóveis no País caem no 3º tri

Apesar do número de financiamentos de imóveis com recursos da caderneta de poupança terem aumentado, o mercado de imóveis nacional teve queda nos lançamentos e expansão das vendas no terceiro trimestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (23) pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), considerando os dados de 150 cidades.

A pesquisa mostrou que as empresas lançaram 47.919 unidades no trimestre, recuo de 10,5% na comparação anual. Por sua vez, as vendas totalizaram 43.912 unidades, avanço de 23,7% na mesma base de comparação. No acumulado dos primeiros nove meses de 2020, os lançamentos foram de 118.886 unidades, recuo de 27,9% em relação ao mesmo período de 2019. As vendas totalizaram 118.873 unidades, aumento de 8,4%.

O estoque de imóveis disponíveis para venda (considerando unidades na planta, em obras e recém-construídas) chegou a 173.601 unidades em setembro, corte de 13% em relação ao mesmo período do ano passado.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião