IFIX cai 0,19%, com VINO11 entre as principais quedas

O IFIX, principal índice de fundos imobiliários da bolsa de valores brasileira (B3), terminou a sessão em baixa de 0,19%, aos 2.787 pontos, registrando a sua segunda queda diária consecutiva.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

A cotação do IFIX atingiu sua máxima aos quase 2.795 pontos, enquanto a mínima foi de cerca de 2.785 pontos. O índice de FIIs seguiu em linha com o mercado de ações, já que o Ibovespa encerrou o dia em baixa de 2,07%, aos 98.812 pontos.

Entre os principais destaques positivos da sessão, liderou o fundo imobiliário Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11), com uma alta de 3,97%. Na segunda posição ficou o FII Rio Bravo IFIX (RBFF11), com uma valorização de 2,13%. Fechando a lista dos três primeiros colocados, está o fundo VBI Prime Properties (PVBI11), com variação de +1,50%.

Entre os destaques negativos, está o fundo imobiliário RBR Properties (RBRP11), com uma baixa de 3,34%. A queda dos FIIs também teve como destaque o Xp Selection (XPSF11), que variou -2,11%. Em seguida veio o fundo Ourinvest Jpp (OUJP11), que caiu 1,65%.

Um dos fundos mais relevantes na composição do índice que ficou entre as maiores quedas do IFIX hoje foi o REC Recebíveis Imobiliários (RECR11), com uma variação de -0,94%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Planilha-controle-de-gastos.png

O fundo Vinci Offices (VINO11) também fez parte da lista maiores baixas do índice neste pregão, com uma queda de 1,41%.

Maiores altas do IFIX

Os 5 primeiros colocados entre as altas da sessão foram:

  • RCRB11: +3,97%
  • RBFF11: +2,13%
  • PVBI11: +1,50%
  • GTWR11: +0,93%
  • LVBI11: +0,80%

Maiores baixas do IFIX

Enquanto isso, as 5 maiores desvalorizações do dia foram:

  • RBRP11: -3,34%
  • XPSF11: -2,11%
  • OUJP11: -1,65%
  • VINO11: -1,41%
  • BLMR11: -1,11%

Entre os fundos imobiliários que pagaram dividendos hoje, está o Industrial Do Brasil (FIIB11), no valor de R$ 3,30 por cota.  Além disso, o FII Eldorado (ELDO11B) pagou R$ 0,30 por cota, enquanto o REAG Multi Ativos Imobiliários (RMAI11) distribuiu R$ 0,26 por cota.

Desses três fundos, apenas o FIIB11 participa da carteira teórica do IFIX, com um peso de 0,281%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

BCRI11 desiste de trocar o gestor do fundo

O fundo imobiliário Banestes Recebíveis Imobiliários (BCRI11) divulgou ao mercado nesta sexta-feira (8) que, apesar do pedido de convocação de Assembleia Geral Extraordinária feito pelos cotistas detentores de 6,885% das cotas do FII, a reunião não vai mais ser realizada.

O cancelamento da assembleia aconteceu com a orientação dos próprios cotistas solicitantes. A reunião havia sido marcada conforme anunciado ao mercado em fato relevante no dia 15 de junho de 2022.

A assembleia geral tinha como objetivo deliberar sobre a substituição do atual gestor do fundo BCRI11 pela SUNO Gestora de Recursos LTDA.

Apesar da desistência na troca de sua gestão, o comunicado ao mercado do BCRI11 não oferece mais detalhes sobre as razões que levaram a esta decisão.

O BCRI11 é um fundo imobiliário que tem como objetivo adquirir ativos financeiros de base imobiliária, como Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letra de Crédito Imobiliário (LCI), Letras Hipotecárias (LH), cotas de FII, cotas de FIDC, cotas de FI Renda Fixa e Debêntures. O Benchmark do FII Banestes Recebíveis Imobiliários é de IGP-M + 6% ao ano.

O BCRI11 é um FII que faz parte da carteira teórica do IFIX, com uma participação de 0,633%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno