IFIX cai 0,61% na semana, TORD11 desaba 10%; Resultado do CPTS11 cresce 85% em dezembro

O IFIX, principal índice de fundos imobiliários da Bolsa de Valores brasileira (B3), terminou a sessão desta sexta-feira (27) estável, aos 2.809,46 pontos, após oscilar entre 2.814,78 e 2.807,57 pontos. Na semana, o índice recuou 0,61%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

A maior alta do IFIX hoje foi do KFOF11, com variação de +2,70%. Ele é um fundo de fundos que investe mais de 50% do seu patrimônio líquido em cotas de outros FIIs. O restante do patrimônio é alocado em CRIs, LCIs, LHs, LIGs, entre outros ativos.

Na ponta positiva do IFIX hoje, também estiveram os fundos imobiliários PATL11, VTLT11, NSLU11 e MORC11.

A baixa mais relevante do IFIX foi do TORD11, com queda de 2,28%. O fundo tem o propósito de rentabilizar seu patrimônio com retornos acima da média do mercado.

Segundo o relatório gerencial do TORD11, trata-se de um FII oportunístico e de desenvolvimento de projetos imobiliários, que usa a sobra de caixa para alocar em CRIs e outros ativos.

Também se destacaram entre as quedas os fundos imobiliários LGCP11, BLMG11, RZAT11 e MORE11.

Maiores altas do IFIX

As 5 maiores altas do IFIX foram:

TickerPorcentagem
KFOF11+2,70%
PATL11+2,04%
VTLT11+1,81%
NSLU11+1,75%
MORC11+1,32%

Maiores baixas do IFIX

As 5 maiores quedas dos IFIX foram:

TickerPorcentagem
TORD11-2,28%
LGCP11-1,84%
BLMG11-1,58%
RZAT11-1,42%
MORE11-1,33%

Na semana, o destaque positivo ficou com o KFOF11, que valorizou 3,44%. Nas baixas, liderou o FII TORD11, que tombou 9,90%.

Entre as altas, também estão no top 5 os fundos BARI11, LGCP11, TEPP11 e NSLU11. Já a lista de maiores baixas conta com a presença de RZTR11, BLMR11, XPCI11 e VINO11.

Maiores altas da semana

As maiores altas da semana foram:

TickerPorcentagem
KFOF113,44%
BARI112,59%
LGCP112,54%
TEPP112,28%
NSLU111,92%

Maiores quedas da semana

As maiores quedas da semana foram:

TickerPorcentagem
TORD11-9,90%
RZTR11-4,55%
BLMR11-4,20%
XPCI11-4,00%
VINO11-3,99%

Resultado do CPTS11 cresce 85% em dezembro

O fundo imobiliário CPTS11 reportou um resultado de R$ 18,38 milhões em dezembro, cerca de 85,3% maior que a quantia registrada em novembro, que foi de R$ 9,92 milhões, conforme relatório gerencial divulgado nesta sexta-feira (27).

Enquanto as receitas tiveram alta de 27% em dezembro, quando comparadas ao mês de novembro, a R$ 23,05 milhões, as despesas recuaram cerca de 43% nesse mesmo período. A junção desses fatores fez com que o resultado do FII CPTS11 tivesse uma forte recuperação de um mês para o outro.

A gestão do CPTS11 diz que o resultado de caixa do fundo foi impactado pela deflação, que perdurou por três meses, mas enfim terminou.

A carteira de FIIs apresentou uma performance quase neutra, com “o impacto positivo dos dividendos contrastando com o impacto negativo da variação de preço das posições em carteira”, diz o relatório.

O fundo apresentou uma rentabilidade de -1,03% no mês, inferior à rentabilidade do IFIX, que ficou zerada em dezembro. No ano, o IFIX subiu 2,3%, abaixo da inflação (5,6%), do Ibovespa (4,7%), do IMA-B (6,4%) e, principalmente, do CDI (12,4%).

Quanto à carteira de recebíveis, a gestão destacou que o resultado recorrente do fundo CPTS11 decorrente de CRIs está retornando à média histórica, dado o fim da deflação.

Já a cota patrimonial do fundo foi influenciada pela abertura da curva de juros no período, com impacto de -0,85% no patrimônio líquido.

Cotação do IFIX nesta quinta (26)

O IFIX encerrou o pregão desta quinta-feira (26) em baixa de 0,25%, aos 2.809,44 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião