Ibovespa: Queda arrefece com dia pacato em NY, mas Petrobras (PETR4) segue no vermelho

Após o Ibovespa abrir a sessão desta sexta-feira (17) em queda de 0,4%, o índice arrefeceu a desvalorização mas ainda permaneceu com viés baixista, mantendo uma queda de 0,07% e operando aos 128.186 pontos por volta das 16h.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

O Ibovespa hoje segue com o impacto negativo da troca no comando da Petrobras (PETR4), com as ações ordinárias e preferenciais da petroleira caindo pouco mais de 1% no intradia e marcando o terceiro pregão consecutivo de desvalorização.

Além disso, a maior parte das movers – companhias com maior peso na carteira do índice – seguem no vermelho, com exceção de Vale (VALE3) e Itaú (ITUB4), que sobem 1,3% e 0,2%, respectivamente. O Banco do Brasil (BBAS3) também registra uma tímida valorização, de 0,1%.

O dia é relativamente mais pacato, com a agenda de indicadores econômicos globais mais enxuta. Mais cedo o CPI da Zona do Euro foi divulgado, mostrando uma variação de 0,6% em abril, totalmente dentro das expectativas do mercado.

Nesse cenário as bolsas internacionais operam com pouca volatilidade, com praticamente todos os índice de Wall Street ficando no zero a zero – a maior variação é do S&P, com queda de 0,03%.

“Os ventos internacionais começam a dar sinais positivos, com os principais índices nos EUA e na Europa negociando em máximas históricas. Porém, ainda vemos dificuldades para o Ibovespa aproveitar esse momento internacional”, comenta Fabio Perina, do Itaú BBA.

O dólar recua 0,3% a R$ 5,11, após comentários do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de que não se reunia com membros do antigo governo e não faria isso também com o novo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Em entrevista ao Estado de S. Paulo, Campos Neto também afirmou que não pode antecipar novos cortes na taxa Selic e que o BC precisa “de tempo, serenidade e calma para saber como as variáveis vão se desenrolar” até a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que será em junho.

Nas comodities o petróleo Brent avança 0,4% a US$ 83, ao passo que o minério de ferro subiu 2,2% em Dalian, a US$ 123,36.

Olhando para as maiores variações, a maior alta do Ibovespa é a 3R Petroleum (RRRP3), que sobe 3,3%. A companhia é seguida por ISA Cteep (TRPL4) e CSN Mineração (CMIN3), que sobem 2,4% e 2,3%, respectivamente.

Já na ponta negativa, a maior desvalorização no intradia é da Totvs (TOTS3), que recua 2,3%. A empresa é acompanhada por Azul (AZUL4) e Cosan (CSAN3), que caem 2% e 1,9%, respectivamente.

Mercado em NY

As bolsas de Nova York operam estáveis nesta sexta (17), após ter dias positivos ao longo da semana por conta da divulgação do CPI.

  • Dow Jones: 0,00% aos 39.869 pontos
  • S&P500: -0,03% aos 5.294 pontos
  • Nasdaq: -0,07% aos 16.687 pontos

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Último fechamento do Ibovespa

O Ibovespa encerrou a sessão de quinta (16) em alta de 0,2% aos 128.283 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião