Ibovespa abre em queda e volta aos 121 mil pontos; Ultrapar (UGPA3) cai mais de 10%

Ibovespa abre em queda e volta aos 121 mil pontos; Ultrapar (UGPA3) cai mais de 10%
Ibovespa. Foto: Pixabay

Após uma sessão volátil no dia anterior, com direito a virada para queda no final do dia, o Ibovespa abre nesta quinta-feira (12) ainda em queda, de 0,59%, aos 121.341 pontos.

O cenário político intenso do país se soma à temporada de balanços financeiros das empresas. Enquanto vemos a movimentação do Ibovespa com grandes papéis como, JBS (JBSS3), Suzano (SUZB3), Via (VVAR3) e B3 (B3SA3), apresentando seus resultados, na outra ponta a instabilidade dos poderes também movimenta o noticiário político.

Ao final da sessão de quarta-feira (11), a CPI da Pandemia decidiu encaminhar ao Ministério Público Federal o pedido de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro pelos crimes de charlatanismo e curandeirismo devido a sua promoção de medicamentos sem eficácia contra o novo coronavírus. A denúncia se soma a outras encaminhadas pela CPI, como a de prevaricação no caso Covaxin.

Já na Câmara dos Deputados, empresários, representantes do mercado financeiro, governadores e prefeitos atuaram para barrar a votação do projeto que altera o Imposto de Renda e cria um novo tributo sobre dividendos. Com isso, o presidente da Câmara, Arthur Lira, retirou o projeto da votação, que agora não tem data para ir a plenário.

Para o analista da Guide, Victor Beyruti, as atenções dos investidores no Ibovespa hoje deverão seguir voltadas ao impasse em torno da reforma do IR, com as últimas mudanças do relator promovendo uma maior resistência ao projeto.

Dentro do radar corporativo, o mercado digere os balanços divulgados na quarta e as expectativas das divulgações de hoje.

Principais da quarta:

Para esta quinta, investidores terão mais um dia cheio de balanços financeiros. São mais de 30, sendo os da Magazine Luiza (MGLU3), Azul (AZUL4), BRF (BRFS3), Renner (LREN3) e Cyrela (CYRE3) entre os mais aguardados.

Notícias que vão movimentar o Ibovespa hoje:

  • Minerva nega rumores e responde que não pretende fechar capital;
  • Americanas compra Hortifruti por R$ 2,1 bi
  • Via cresce no online e dobra o lucro

Minerva nega rumores e responde que não pretende fechar capital

Na tarde de quarta-feira (11), o portal Pipeline publicou uma exclusiva informando que os controladores da Minerva (BEEF3) estariam analisando fechar o capital da companhia. Após a notícia, os papéia da empresa na bolsa de valores dispararam e subiram 14,65%, com cotação em R$ 9,94.

Porém, na noite de quarta-feira ainda, a empresa soltou um fato relevante em que afirma não ter a intenção de fechar seu capital. “A Companhia esclarece que não há nenhum ato ou fato relevante passível de divulgação e que poderia justificar as oscilações na cotação e no volume de negociação das ações de sua emissão”, diz a empresa no documento.

“Nesse contexto, a Minerva reforça que não há qualquer informação passível de divulgação sobre o assunto objeto dos rumores e que não pretende fechar o seu capital”, finaliza o assunto em comunicado. As ações da Minerva reagem com queda de mais de 5%.

Americanas compra Hortifruti por R$ 2,1 bi

A Americanas (AMER3) comunicou na noite de quarta-feira (11) a aquisição de 100% das ações da Hortifruit S.A. A companhia informou que pagou R$ 2,1 bilhões na transação.

A Hortifruti opera 73 lojas e está presente em 4 estados brasileiros. Ademais, é referência digital no setor – com 16% das vendas totais.

Para Pedro Serra, gerente de research da Ativa Investimentos, esse movimento reforça a presença da companhia no segmento de mercados, uma vez que a empresa já atua através do Americanas Mercado. Além disso, “devemos ter uma melhora da experiência de entrega dos canais digitais da companhia, por conta da plataforma LET’s – inteligência de logística da Americanas”, informam em nota aos clientes.

Via cresce no online e dobra o lucro

A lucro líquido da Via (VVAR3) alcançou R$ 132 milhões no segundo trimestre de 2021, um crescimento de 103,1% ante o mesmo período de 2020, quando reportou R$ 65 milhões. A companhia atribui boa parte desse resultado ao crescimento das vendas online.

O Volume Bruto de Mercadoria (GMV, na sigla em inglês) da varejista expandiu 51%, a R$ 11,4 bilhões. Desse total, as vendas digitais representaram 65%. Os números são resultado do desempenho online e da evolução de 85% das vendas no marketplace, que chegaram a R$ 1,7 bilhão.

Apesar do resultado, as ações da Via estão entre as maiores quedas do Ibovespa nesta manhã.

Destaques do Ibovespa

As principais altas no Ibovespa, por volta das 10h30 são:

No mesmo horário, as principais quedas no Ibovespa eram:

  • Ultrapar (UGPA3): -10,20%
  • Via (VVAR): -6,14%
  • Minerva (BEEF3): -5,84%
  • Qualicorp (QUAL3): -5,76%
  • Inter (BIDI11): -4,11%

Principais índices

IFIX: -0,11%
SMLL: -0,17%
IDIV: -0,44%
IBRX 100: -0,07%

Bolsas mundiais

Veja o desempenho dos principais índices acionários no exterior, além do índice Ibovespa:

Última cotação do Ibovespa

O Ibovespa terminou as operações de quarta-feira (11) em leve queda de 0,12%, aos 122.056,34 pontos, com virada no final da sessão.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!