Ibovespa cai 1,41% e fecha aos 101 mil pontos; Bradesco (BBDC4), Santander (SANB11) e Itaú (ITUB4) derrubam índice

O Ibovespa encerrou o pregão desta sexta-feira (17) em queda de 1,41% aos 101.981,53 pontos, após oscilar entre 101.663,65 e 103.433,65 pontos. O volume financeiro do dia somou R$ 34,6 bilhões. Na semana, o índice acumulou perda de 1,58%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

bolsa de valores hoje acompanhou o “mau humor” das bolsas internacionais diante da crise financeira que atinge os bancos pelo mundo. Apesar dos anúncios recentes de aportes — sejam públicos ou privados — nas instituições, a confiança do investidor segue muito frágil com esse setor.

Além disso, esteve também no radar do investidor brasileiro a proposta da nova âncora fiscal. Nesta sexta, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que cumpriu cronograma e proposta já está nas mãos do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Junto a queda do Ibovespa, o dólar hoje fechou em alta (0,58%), a R$ 5,270, após oscilar entre R$ 5,233 e R$ 5,285. Em movimento contrário à moeda, as bolsas de Nova York fecharam com perdas. Confira abaixo:

  • Dow Jones: -1,20% (31.858,89 pontos);
  • S&P500: -1,10% (3.916,62 pontos);
  • Nasdaq: -0,74% (11.630,51 pontos).

Entre as blue chips do Ibovespa, a Vale (VALE3) seguiu o embalo da cotação do minério ferro, que teve alta de 0,44% (US$ 132,87 a tonelada) e fechou com ganhos de 1,20%. Outro fato que contribuiu para a alta da mineradora foi elevação da recomendação de suas ações pelo Itaú BBA, que saiu de neutro para compra — justamente visando a continuidade do rali da commodity.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Já a Petrobras (PETR4;PETR3) acumulou perdas na maior parte do pregão de hoje, com o petróleo que fechou em baixa e acumula perda superior a 10% na semana. O Brent para maio caiu 2,31%, a US$ 72,97 o barril. Apesar disso os ativos preferenciais e ordinários da petroleira amenizaram as perdas, e fecharam com ganhos de 1,08% e 0,42%, respectivamente.

Enquanto isso, na ponta negativa do Ibov, destaque para a Eztec (EZTC3), Energisa (ENGI11) e CPFL Energia (CPFE3). “As principais quedas de hoje estão relacionadas com a apresentação de resultados que não agradaram o mercado”, explica Rodrigo Azevedo, economista e sócio-fundador da GT Capital.

Além desses ativos, Azevedo pontua sobre a queda entre os ativos bancários nesta sexta. “Um peso relevante no índice e reflete negativamente o anúncio do Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) de reduzir a taxa de juros do empréstimo consignado para os beneficiários do INSS, o que fez com que os principais bancos do país anunciassem a suspenção dessa linha de crédito”, afirma.

Diante disso, o Santander (SANB11) caiu 3,97%, o Itaú (ITUB4) perdeu 2,87%, o Bradesco (BBDC4) teve queda de 4,17%. Já o Banco do Brasil (BBAS3) desvalorizou 1,71% e o Banco Pan (BPAN4) recuou 1,37%.

Por fim, entre as ações que mais subiram no pregão de hoje, está a 3R Petroleum (RRRP3). “Os papeis da companhia dispararam logo após o anuncio da Petrobrás de que seguirá com os processos de desinvestimento que estava em curso, o que contempla a transição do Polo Potiguar para a 3R”, pontua o economista e sócio-fundador da GT Capital.

Maiores altas do Ibovespa

  • 3R Petroleum (RRRP3) +16,73%
  • Ecorodovias (ECOR3): +8,86%
  • BRF (BRFS3): +4,63%
  • Minerva (BEEF3): +3,27%
  • Marfrig (MRFG3): +3,24%

Maiores baixas do Ibovespa

  • Eztec (EZTC3): -10,73%
  • Hapvida (HAPV3): -10,23%
  • Cyrela (CYRE3): -7,47%
  • Locaweb (LWSA3): -7,4%
  • CPFL (CPFE3): -6,56%

Cotação do Ibovespa nesta sexta-feira (17)

Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira (17) em queda de 1,41% aos 101.981,53 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Janize Colaço

Compartilhe sua opinião