Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e outras varejistas sobem forte no Ibovespa hoje; veja os motivos

No Ibovespa hoje desta terça (9), ações de empresas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Assaí (ASAI3) subiram forte. Esse movimento ocorre após a Ata do Copom (Comitê de Política Monetária) afirmar que o Banco Central espera uma redução nas expectativas de inflação após a implementação do novo arcabouço fiscal e das medidas tributárias anunciadas pelo Governo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

No caso das ações do Magazine Luiza, os papéis chegaram a disparar 9,30% por volta das 13h, chegando na casa dos R$ 4,23. Às 15h45, a alta era de 6,26%, no preço de R$ 4,12. No fechamento, os ganhos foram de 7,49%, a R$ 4,16.

Com a Via, às 15h45, a alta era de 5,05%, aos R$ 2,08. As ações do Assaí subiam 3,84%, aos R$ 11,63, neste mesmo horário. A Via encerrou com alta de 5,05% e o Assaí avançou 4,02%, a R$ 11,64.

Na visão de André Fernandes, head de renda variável e sócio da A7 Capital, esse movimento de alta das ações está acontecendo porque os investidores estão apostando em uma queda na Taxa Selic na reunião de agosto do Copom.

E o Magazine Luiza?

De acordo com o mapeamento do Status Invest, a média do preço-alvo dos papéis do Magalu para os especialistas do mercado é de R$ 4,49. Quatro casas recomendam compra da ação, enquanto outras sete preferem aguardar. Desde o início deste ano, a ação da varejista já subiu 60,23% na Bolsa.

Confira o gráfico com o comportamento das ações do Magazine Luiza nos últimos doze meses:

Cotação MGLU3

Gráfico gerado em: 09/05/2023
1 Ano

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

O que o Copom disse?

A Ata da última reunião do Copom destacou que o arcabouço fiscal e as novas regras apresentadas reduzem as expectativas de inflação, e somam ao fato de que medidas tributárias perdem efeito ainda nos próximos meses. O documento faz jus à reunião realizada entre 2 e 3 de maio, em que a taxa básica de juros, a Selic, foi mantida em 13,75%.

“No segundo semestre de 2023, como os efeitos das medidas tributárias que reduziram o nível de preços no terceiro trimestre de 2022 não estão mais incluídos na inflação acumulada em doze meses e ainda se terá a inclusão dos efeitos das medidas tributárias deste ano, se observará elevação do mesmo indicador”, consta na Ata do Copom.

Apesar disso, o Comitê de Política Monetária destacou que o panorama “não reflete a dinâmica inflacionária subjacente”. O BC destacou que a dinâmica deve seguir uma lógica de dois estágios.

“No primeiro estágio, já encerrado, a velocidade de desinflação foi maior, com maior efeito sobre preços administrados e efeito indireto nos preços livres através de menor inércia”, diz o colegiado.

“No segundo estágio, que se observa atualmente, a velocidade de desinflação é menor e os núcleos de inflação, que respondem mais à demanda agregada e à política de juros, se reduzem em menor velocidade, respondendo ao hiato do produto e às expectativas de inflação futura”, completa.

Além da alta dos papéis MGLU3, o Ibovespa hoje também sobe, com uma alta de 0,85%, aos 106.941 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Erick Matheus Nery

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno