HBR Realty (HBRE3) encerra em queda de 1,05% em sua estreia na B3

As ações da HBR Realty (HBRE3) encerraram em sua estreia na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), nesta terça-feira (26), em uma queda de 1,05%, negociadas a R$ 18,90. A companhia foi listada no Novo Mercado da B3, mais alto nível de governança corporativa da Bolsa brasileira.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

De maneira distinta ao seu fechamento, os papéis da HBR Realty operavam em alta nesta manhã. Por volta das 11h20, os papéis avançavam a 3,40%, a R$ 19,75.

A empresa realizou uma oferta restrita de ações a investidores profissionais. O processo de bookbuilding fez com que os papéis fossem precificados a R$ 19,10 cada. O valor por ação ficou abaixo da faixa indicativa, que ia de R$ 23,85 a R$ 29,85.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Após ter desistido de realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês), esse foi o meio pelo qual a HBR Realty decidiu entrar no mercado de capitais.

Além disso, os coordenadores da oferta são as seguintes instituições:

Simultaneamente serão realizados esforços de colocação das ações no exterior pelos coordenadores da oferta.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

A companhia pretende utilizar os recursos líquidos provenientes da oferta restrita para investimento em novos projetos em desenvolvimento e em projetos já desenvolvidos.

Sobre a HBR Realty

Fundada em 2011 por Henrique Borestein e seu filho, Henry, a HBR é controlada pelos mesmos donos da incorporadora Helbor (HBOR3).

A família é tradicional no segmento imobiliário. O pai do fundador, Hélio Borenstein, imigrante russo, fundou a Helbor. Henrique atualmente é o presidente do Conselho de Administração da empresa.

A operação da companhia é voltada ao desenvolvimento e administração de propriedades imobiliárias. Edifícios corporativos, centros de conveniência, estacionamentos e shopping centers são alguns dos exemplos.

HBR deve acertar dividas com Helbor

De acordo com a HBR Realty, a companhia utilizará parte do caixa para quitar R$ 132 milhões referentes à aquisição de ativos da Helbor. Outros R$ 178,8 milhões estão ligados ao fato de que a companhia se comprometeu a incorporar os empreendimentos.

Mesmo na época, a faixa disponível no IPO da HBR Realty aos investidores de varejo estava limitada ao intervalo de 10% a 20% da colocação total.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião