Casas Bahia (BHIA3) adianta grupamento de ações para 15 de dezembro; varejista teme saída do Ibovespa

O Grupo Casas Bahia (BHIA3), sob risco de sair do Ibovespa, vai adiantar a negociação de grupamento de ações antes do prazo estimado, para ser concluída até a próxima sexta-feira (15). Previsto para acontecer em 28 de dezembro, as ações de BHIA3 serão agrupadas na razão de 25 para 1.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

O anúncio de grupamento das ações das Casas Bahia (BHIA3) foi divulgado em Fato Relevante ao mercado nesta quinta-feira (7).

Segundo a companhia, um veículo de investimento “vinculado a membro da administração da companhia” fará a doação das ações necessárias para completar a carteira de acionistas que detenham um número de papéis da varejista que não seja múltiplo de 25.

Assim, os acionistas que não possuem um volume de ações de BHIA3 múltiplo de 25 não terão frações de ações após o agrupamento.

“Dessa maneira, o grupamento será operacionalizado e efetivado de modo a não alterar a participação proporcional dos acionistas no capital social da companhia e não afetará os direitos patrimoniais e políticos das ações”, assegurou a Casas Bahia ao mercado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Casas Bahia (BHIA3) vai sair do Ibovespa?

Atualmente composto pelas lojas Casas Bahia e Ponto (ex-Ponto Frio), o e-commerce do Extra.com.br e a fabricante de móveis Bartira, o Grupo Casas Bahia recentemente ficou de frente à uma situação arriscada: a saída do principal índice da bolsa de valores brasileira, o Ibovespa.

Na primeira prévia do Ibovespa em 2024 (de janeiro a abril) ilustrou-se a exclusão dos papeis de BHIA3 – e a entrada da ISA Cteep (TRPL4) de energia elétrica.

No fato relevante publicado nesta quinta-feira (7), a Casas Bahia demonstrou que o grupamento de ações antecipado é uma das medidas para que não saia da seleção de ações do índice.

“Com isso, a administração da companhia espera que suas ações voltem a cumprir com os critérios de seleção para fazer parte do Ibovespa, índice da B3, no rebalanceamento do final deste ano de 2023”, afirma o texto do fato relevante da varejista.

Nesta corrida contra o tempo, o novo procedimento deverá adiantar as negociações de ações “exgrupamento” e impulsionar para que “a cotação das ações retorne a patamar superior a 1 real o mais breve possível”, disse o Grupo Casas Bahia (BHIA3) comunicado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Camila Paim

Compartilhe sua opinião