Grendene adianta dividendos e pagará R$ 134 milhões aos acionistas

Grendene adianta dividendos e pagará R$ 134 milhões aos acionistas
Grendene teve alta de 87% no seu lucro, segundo balanço trimestral publicado na quinta (28) - Foto: Reprodução/LinkedIn/Grendene

A Grendene (GRND3) adiantou o pagamento de dividendos após a publicação do seu resultado financeiro. Nesta quinta-feira (28), a companhia comunicou ao mercado que pagará R$ 134,7 milhões em dividendos para quem detiver ações da companhia no fechamento do dia 5 de novembro –  próxima sexta-feira.

Os dividendos da Grendene correspondem a R$ 0,149262 por ação. Segundo o comunicado da empresa, arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o pagamento será realizado no dia 24 de novembro. As ações ações GRND3 serão negociadas ex-dividendo a partir de 8 de novembro

Pela cotação das ações da Grendene no fechamento de quinta (28), o pagamento corresponde a um rendimento (dividend yield) aproximado de 1,71% por ação. Os papéis da empresa encerraram o dia negociados a R$ 8,68, apresentando uma queda de 4,5% nos últimos 30 dias.

Apesar disso, o ano de 2021 segue positivo para os acionistas. A companhia subiu 4,58% do primeiro pregão do ano até ontem.

Grendene fica perto de dobrar lucro

A Grendene também informou ontem o seu resultado trimestral com lucro líquido de R$ 208,1 milhões no terceiro trimestre de 2021, um crescimento 87,7% em relação ao mesmo período de 2020.

lucro foi positivamente impactado por um efeito não recorrente de crédito de ação judicial no valor R$ 77,9 milhões, com efeito líquido de R$ 71,6 milhões.

O Ebit (lucro antes de juros e impostos) recorrente teve um recuo de 6%, a R$ 133,9 milhões. A margem Ebit caiu de 21,1% para 18,8%.

receita líquida de vendas cresceu 6,4% em comparação com o terceiro trimestre de 2020, a R$ 671,4 milhões, impulsionada pelo incremento da receita bruta por par e desempenho positivo de produtos de maior valor agregado.

A empresa calçadista apurou a melhor receita bruta da histórica em um terceiro trimestre: R$ 818,3 milhões, 5,9% de crescimento ante o ano passado. O volume de pares embarcados recuou 17,1% para 44,0 milhões, frente à forte base de comparação de 2020.

O balanço da Grendene no 3T21 em receita bruta por par expandiu 27,6% para R$18,61, reflexo da recuperação das vendas da marca Melissa, do restabelecimento dos embarques para o mercado internacional, da reabilitação do canal varejo no mercado brasileiro e dos reajustes realizados desde o ano passado.

No mercado doméstico, a companhia apresentou receita bruta recorde de R$ 662,8 milhões, ainda que o volume de pares embarcados tenha encolhido 17,7% em relação a 2020. O resultado da Grendene no terceiro trimestre de 2021 foi reflexo do efeito positivo do mix das linhas comercializadas e do preço dos produtos vendidos.

Dentre os segmentos da Grendene, a Melissa, a linha feminina (Grendha, Zaxy e Azaleia) e kids foram os maiores responsáveis pelo resultado positivo do mercado interno entre os meses de julho e setembro.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!