GPA (PCAR3) lamenta morte de Abilio e destaca contribuição de empresário para varejo brasileiro

O Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) emitiu nota lamentando a morte de seu fundador, o empresário Abilio Diniz, que faleceu neste domingo (18). Diniz estava internado há das semanas no hospital Albert Einstein, em São Paulo, tratando uma pneumonia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

“Lamentamos profundamente a perda do empresário Abilio Diniz. Sua significativa contribuição para o crescimento e consolidação do varejo brasileiro é inegável, especialmente pela sua história no GPA. Sua liderança e inovações moldaram o setor, impactando positivamente a economia nacional e inspirou gerações”, diz a nota do GPA, enviada pela assessoria de imprensa.

“Que sua memória seja honrada e seu legado continue a inspirar o empresariado no Brasil. Nossos sentimentos à família e amigos neste momento difícil”, diz o GPA, em nota.

O empresário foi o fundador do GPA, no qual comandou até 2013, após fechar acordo com o grupo francês Casino. O conglomerado francês, que controla a rede varejista desde 2012, cobrava a saída do empresário da presidência do conselho desde que Abílio passou a comandar também o conselho do BRF (BRFS3) – um dos fornecedores do Pão de Açúcar. A sua saída marcou o fim do conflito.

Abilio deixa legado inestimável para a companhia e para o país, diz Carrefour

O Carrefour Brasil (CRFB3), que teve Abilio como acionista, também lamentou a morte do empresário em nota. “Ao longo de quase uma década, o Sr. Abílio Diniz empenhou sua visão e habilidade únicas no desenvolvimento e amadurecimento do Grupo Carrefour Brasil, deixando um legado inestimável para a companhia e para o país”, pontuou a companhia.

“Se hoje o Grupo Carrefour Brasil é o maior varejista alimentar do país, isso se deve em grande parte à atuação do Sr. Abílio Diniz, um dos maiores e mais respeitados empresários do varejo brasileiro, como administrador e acionista de referência da companhia, por meio de sua empresa de investimentos “Península”. Mais do que um empreendedor de sucesso, o Sr. Abílio Diniz foi um exemplo de dedicação e amor à família, à educação, aos esportes, à saúde, à espiritualidade e ao Brasil”, completa o Carrefour.

A companhia informou, ainda, que os cargos ocupados por Abílio acima mencionados ficarão vagos momentaneamente, até posterior deliberação pelo conselho de administração da companhia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Velório de Abilio Diniz será nesta segunda-feira no MorumBis, aberto ao público

O velório de Abilio Diniz ocorrerá das 11h às 15h desta segunda-feira (19), no Salão Nobre do MorumBis, estádio do São Paulo Futebol Clube, o time do coração do empresário. O velório será aberto ao público, mas o enterro, cujo local não foi revelado, será reservado aos familiares.

“Um dos maiores e mais inovadores empresários do Brasil, Abilio sempre se guiou pelos valores que construiu ao longo de sua vida, pautada pela fé, pela disciplina, pelo amor à família e ao seu país”, diz nota divulgada pela família de Abilio.

“O empresário deixa cinco filhos, esposa, netos e bisnetos, e irá ao encontro do seu filho João Paulo, falecido em 2022. A família agradece a todas as mensagens de apoio e carinho neste momento tão difícil”, diz o comunicado.

Quem foi Abilio Diniz?

Com patrimônio estimado em R$ 12 bilhões, Abilio Diniz chegou a ser um dos homens mais ricos do Brasil. Antes de falecer, Abilio figurava como vice-presidente do conselho de administração do Carrefour (CRFB3) Brasil.

Os investimentos de Abilio Diniz eram feitos pela sua gestora de recursos financeiros, nomeada Península, o qual era presidente do Conselho de Administração.

Vale destacar que, ainda em sua carreira como empresário do varejo, ele comprou – ainda enquanto era controlador do Pão de Açúcar – as Casas Bahia (BHIA3) e o Ponto Frio em uma aquisição feita em meados de 2019.

Em uma década, o grupo varejista chegou a multiplicar por cinco as lojas da rede.

Além de sua relevância no meio empresarial, Abilio Diniz era conhecido por ser um cristão devoto.

Em meados de 1989, o empresário fora sequestrado por criminosos e levado para um sobrado na praça Hachiro Miyazaki, no Jabaquara, em São Paulo. Ele ficou 153 horas no cativeiro, e em declarações chegou a atribuir sua sobrevivência ao episódio à sua grande devoção à Nossa Senhora Aparecida do Norte.

Além disso, o empresário sempre foi conhecido por sua assiduidade com a prática de esportes, dado que mantinha uma rígida rotina de exercícios e era um embaixador desse estilo de vida.

“Se não faço esporte, não me sinto bem”, já declarou o empresário.

O empresário também fora um grande adepto dos ensinamentos do psiquiatra Carl Jung, e chegou a declarar que as pessoas não deviam pensar no fim da vida.

“Tem que acreditar que é eterno, pronto para o que aparecer na vida”, declarou Abilio Diniz em meados de 2009.

*Com informações de Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno