Goldman Sachs nomeia primeira mulher a liderar uma grande divisão

Goldman Sachs nomeia primeira mulher a liderar uma grande divisão
Após divulgação dos balanços do 4T21 dos bancos, especialistas veem pessimismo à frente - Foto: Divulgação

O grupo financeiro norte-americano Goldman Sachs (NYSE: GS) anunciou  nesta terça-feira (29) mudanças nas divisões fora de seu núcleo de banco de investimento e negociação, incluindo o nome de Stephanie Cohen para a posição de chefe de estratégia, como a primeira mulher a liderar uma grande divisão na potência de Wall Street.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A nomeação de uma mulher para um importante cargo de liderança é significativo para o banco, visto que o Goldman Sachs vem se colocando com um dos defensores da diversidade de gênero no mercado, porém ainda apresentava somente homens à frente de todas as seus grandes segmentos de geração de receita.

O movimento também ocorre após outra instituição financeira dos Estados Unidos, o Citigroup, comunicar sua escolha para suceder Michael Corbat no cargo de executivo-chefe e anunciar Jane Fraser como a primeira mulher a liderar um grande banco de Wall Street na posição de presidente.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Goldman separa negócios institucionais e de consumo

As reformulações no Goldman Sachs refletem as mudanças anunciadas pelo CEO da companhia, David Solomon, em janeiro deste ano, quando informou os planos para a próxima era de sua empresa, depois de anos de retornos fracos.

Com isso, a nova estrutura une os negócios de gestão de bens e de consumo, que serão administrados de maneira conjunta por Stephanie Cohen e Tucker York, o atual chefe de gestão de patrimônio da companhia; e coloca sua unidade de gestão de ativos e banco mercantil na mesma divisão. Dessa forma, o que resulta é uma separação entre os negócios de consumo e institucionais.

“Nós vemos oportunidades significativas para aumentar ainda mais nossa franquia e promover oportunidades para nossos clientes”, escreveu o CEO do Goldman Sachs, em comunicado. “Stephanie e Tucker vão liderar nossos esforços para ampliar nossa participação de mercado, desenvolvendo todas as partes da empresa, incluindo nosso relacionamento com clientes corporativos.”

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO