BTLG11 anuncia um dos maiores dividendos da história e Bradesco (BBDC4) fará nova assembleia; veja as mais lidas da semana

A notícia mais lida da semana foi sobre o BTLG11, que anunciou um dos maiores dividendos de sua história. Mas qual o valor?

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Outra matéria que repercutiu entre os investidores brasileiros foi sobre o Bradesco (BBDC4), que fará uma nova Assembleia Geral Ordinária (AGO) para os investidores em março.

Também foi destaque no Suno Notícias a Mega-Sena 2676, que sorteou um prêmio de R$ 21 milhões na última terça-feira (16).

E o Nubank (ROXO34) foi o “culpado” pela saída de investidores da bolsa de valores brasileira? Entenda a situação.

Por fim, a Taesa (TAEE11) vai pagar R$ 128 milhões em rendimentos de debêntures da 1ª e 2ª séries da 11ª emissão.

Confira um resumo com as principais notícias da semana. Para ter acesso às matérias completas, basta clicar nos links. Bom final de semana!

1.   BTLG11 anuncia um dos maiores dividendos de sua história; veja o valor

O fundo imobiliário BTLG11 divulgou novos dividendos para janeiro, no valor de R$ 0,81 por cota. O pagamento vai ocorrer em 25 de janeiro de 2024, mas apenas para os que terminaram a sessão do dia 15 de janeiro posicionados no FII.

Os dividendos do BTLG11 registraram uma alta de 6,58% em relação ao mês anterior, quando o FII distribuiu R$ 0,76 por cota. Esse mesmo valor se manteve por 6 meses seguidos. Nos últimos 12 meses, os rendimentos totalizam R$ 8,26 por cota, com um dividend yield de 7,986% sobre a cotação base de R$ 103,43.

2.   Bradesco (BBDC4) fará AGO para acionistas em março; confira data

Uma nova Assembleia Geral Ordinária (AGO) do Bradesco foi agendada para o ano de 2024. Conforme Calendário de Eventos Corporativos anunciado em 3 de novembro de 2023, a reunião ficou marcada para o dia 11 de março de 2024.

“O Bradesco esclarece que todas as informações e orientações acerca da AGO serão oportunamente disponibilizadas nos sites de Relações com Investidores (www.bradesco.com.br/ri), da Comissão de Valores Mobiliários – CVM (www.cvm.org.br) e da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão (www.b3.com.br), quando da divulgação do Edital de Convocação e do Manual de Participação da AGO”, destacou o Bradesco.

3.   Mega-Sena 2676 vai sortear um prêmio de R$ 21 milhões nesta terça-feira (16)

Um montante de R$ 21 milhões foi sorteado na Mega-Sena 2676 na última terça-feira (16), e seria pago aos jogadores que acertassem seis dezenas. No concurso anterior, da Mega-Sena 2675, que aconteceu no dia 13 de janeiro, nenhuma aposta acertou as seis dezenas.

Por outro lado, 19 apostas da Mega-Sena 2675 tiveram cinco acertos cada, gerando R$ 125.186,63 para cada ganhador. Nesse dia, os números sorteados foram: 01 – 26 – 31 – 34 – 42 – 45.

4.    Nubank (ROXO34) é ‘culpado’ por saída de investidores da bolsa; entenda

Desde 2016, a quantidade de investidores pessoa física cadastrados na bolsa de valores brasileira – B3 (B3SA3) – diminuiu pela primeira vez. Parte dessa queda se deu principalmente com o recuo do volume de investidores do Nubank (ROXO34).

Antes, o Nubank tinha dupla listagem, tanto na B3 quanto na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), oferecendo aos clientes as suas BDRs. Com a deslistagem dos BDRs do Nubank, a companhia passou a não ser mais listada na bolsa de valores brasileira.

5.   Taesa (TAEE11) pagará R$ 128 milhões em rendimentos

A Taesa (TAEE11) vai pagar R$ 128,6 milhões em rendimentos para os detentores de debêntures da 1ª e 2ª séries da 11ª emissão da empresa. A distribuição de rendimentos aconteceu na última segunda-feira, dia 15 de janeiro.

As debêntures da Taesa são do tipo simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografárias e foram emitidas em 15 de janeiro de 2022. Nesse sentido, vão ser pagos R$ 75 milhões como amortização para os detentores de TAEEB1.

Assim, do BTLG11 a Taesa, essas foram as notícias mais lidas da semana do Suno Notícias.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião