FipeZap: alugueis de imóveis residenciais cresce 0,52% em setembro

FipeZap: alugueis de imóveis residenciais cresce 0,52% em setembro
Prédios. Foto: Igor Link por Pixabay

O preço do aluguel residencial em setembro subiu 0,52%, após avançar 0,37% em agosto, de acordo com o Índice FipeZap de Locação Residencial.

O desempenho do índice FipeZap de Locação Residencial de setembro refletiu as altas dos alugueis em:

  • Goiânia: +1,58%
  • Recife: +1,51%
  • Fortaleza: +1,25%
  • Florianópolis: +1,21%
  • Curitiba: +1,13%
  • Belo Horizonte: +1,05%
  • Porto Alegre: +0,44%
  • Rio de Janeiro: +0,39%
  • Salvador: +0,28%
  • São Paulo: +0,20%

Brasília foi a única capital monitorada pelo indicador que mostrou um recuo no preço de locação residencial, com queda de 0,36%.

A variação do índice no mês passado foi menor do que a inflação medida pelo IPCA (+1,16%), e maior do que o IGP-M, que caiu 0,64% em setembro.

Além disso, o preço médio de locação residencial terminou setembro em R$ 30,92 por metro quadrado. Dentre as 11 capitais monitoradas pelo indicador, São Paulo foi a que apresentou o maior preço médio de locação, de R$ 39,26 por metro quadrado, seguida por Recife (R$ 34,29/m²), Brasília (R$ 33,25/m²) e Rio de Janeiro (R$ 31,56/m²).

Em contrapartida, as capitais com menor valor de locação foram:

  • Fortaleza (R$ 18,27/m²)
  • Goiânia (R$ 19,55/m²)
  • Curitiba (R$ 22,76/m²)
  • Porto Alegre (R$ 24,55/m²).

No ano, aluguel residencial tem salto de 1,80%, segundo FipeZap

No acumulado dos nove primeiros meses deste ano, o Índice FipeZap já acumula  alta de 1,80%, “resultado que mantém o comportamento do preço do aluguel de imóveis residenciais abaixo da inflação acumulada pelo IPCA/IBGE (+6,90%) e pelo IGP-M/FGV (+16,00%)”, destaca o relatório.

O desempenho do índice no ano acompanhou as altas em:

  • Curitiba (+9,62%)
  • Recife (+8,31%)
  • Florianópolis (+6,42%)
  • Fortaleza (+5,19%)
  • Belo Horizonte (+4,74%)
  • Salvador (+4,34%)
  • Goiânia (+3,91%)
  • Brasília (+2,84%)
  • Rio de Janeiro (+2,18%)

São Paulo e Porto Alegre seguraram o avanço do índice, já que os preços de aluguel de imóveis residenciais acumulou uma queda de 2,15% e 1,27% no ano, respectivamente.

No acumulado dos últimos 12 meses até setembro, o Índice FipeZap teve uma leve alta  de 2,14%. A variação é inferior à inflação apurada pelo IPCA, de +10,25% e pelo IGP-M, de +24,86%, no mesmo período.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!