Anote aí

Fibria e Suzano tem fusão aprovada pelos acionistas

A Fibria e a Suzano Papel e Celulose anunciaram que a fusão entre as empresas foi aprovado pelos acionistas nesta quinta-feira. Na reunião da Fibria foram 387,097 votos a favor da operação e 74,266 votos contra, além de 6,410 abstenções.Ao mesmo tempo, na assembleia da Suzano foram 840,986 votos à favor e 77,353 votos contra.

Entretanto, segundo as empresas, a fusão ainda precisa passar pela aprovação dos órgãos de controle de concorrência tanto do Brasil quanto do exterior. Os acionistas minoritários da Suzano não terão direito de se retirarem do negócio mas os da Fibria terão o direito de retirada.

Na mesma assembleia da Fibria houve também uma votação sobre o valor global de remuneração dos administradores passar a ser de R$ 126,7 milhões. 82,2% dos acionistas votaram à favor, 14% contra e 3,8% que não votaram.

Para cada ação da Fibria, a Suzano deverá pagar R$ 52,50 corrigidos pelo CDI, o que vale 80% do preço real das ações.

O montante envolvendo fusões e aquisições tiveram a somatória de R$ 84 bilhões no primeiro semestre de 2018. Este é o maior valor nominal desde 2010.

Em base mensal, o crescimento é de 54,8%. Até o mês de junho foram concluídas 43 operações, sendo que a maiores delas a compra da Fibria pela Suzano, em negócio fechado por R$ 47,7 bilhões. Outras grandes aquisições que merecem destaque são a compra da Eletropaulo pela Enel por R$ 7,57 bilhões e a Somos Educação pela Kroton.
.

.

Paulo Jaschke

Compartilhe sua opinião