Fed: Política monetária continuará a fornecer suporte “poderoso” à economia

Fed: Política monetária continuará a fornecer suporte “poderoso” à economia
Fed: Política monetária continuará a fornecer suporte poderoso à economia

O Federal Reserve (Fed) garantiu nesta sexta-feira (19) que a política monetária continuará a fornecer suporte “poderoso” à economia até que a recuperação da crise gerada pela pandemia do coronavírus (covid-19) seja concluída.

O Fed divulgou hoje o relatório que será apresentado pelo presidente Jerome Powell ao Congresso dos Estados Unidos na próxima semana.

De acordo com o documento da instituição: “Ao avaliar a postura apropriada da política monetária, o Comitê continuará a monitorar as implicações das informações recebidas para as perspectivas econômicas”.

Além disso, o banco central americano afirmou que irá ajustar a política “conforme apropriado” caso surjam riscos que possam impedir o cumprimento das metas de inflação e máximo emprego.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Em relação às compras de ativos, a instituição informou que até que haja progresso “substancial” em direção às metas, elas continuarão.

A instituição revelou ainda que o programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) ajudou a promover o bom funcionamento do mercado e condições financeiras acomodatícias.

Fed define regra para redução de riscos do sistema financeiro

O Federal Reserve anunciou na última quinta-feira (18) uma regra final que tem como finalidade reduzir riscos e melhorar a eficiência do sistema financeiro, aplicando medidas de proteção para uma série de instituições.

De acordo com o Fed, as mudanças afetam contratos de compensação, que concordam que pagarão ou receberão pagamento líquido, ao invés do bruto.

A alteração visa garantir que os contratos de compensação sejam cumpridos, mesmo em caso de insolvência de uma das partes. Entre os afetados, estão instituições financeiras, incluindo negociadores de swaps e bancos estrangeiros.

O Fed informou ainda em comunicado que as mudanças são consistentes com os “objetivos de reduzir o risco sistêmico e melhorar a eficiência do mercado financeiro”.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião