EUA suspendem projeto de impostos digitais globais

EUA suspendem projeto de impostos digitais globais
Tesouro dos EUA propõe perdoar os empréstimos das pequenas empresas

Os EUA cancelaram os planos de criação de uma nova estrutura tributária global para suas empresas de tecnologia. A decisão foi tomada após o governo Trump suspender as negociações com os países europeus. A informação foi divulgada pelo jornal “Financial Times” nesta quarta-feira (17).

Adicionalmente, os EUA alertaram sobre medidas de retaliação que podem ser impostas na Europa se continuarem com com a formulação de impostos específicos para empresas de tecnologia norte-americanas.

Em uma carta enviada a quatro ministros europeus, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, alertou que as discussões haviam atingido um “impasse”. Ele informou que os EUA não foram capazes de concordar, mesmo que de forma provisória, com as mudanças na lei tributária global que afetaria as principais empresas digitais estadunidenses.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A medida desencadeia discussões internacionais sobre a tentativa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para impor uma abordagem mais equitativa da tributação de empresas multinacionais.

Além disso, a carta onde Mnuchin ameaça a Europa com tarifas, aumenta o risco de tensões e conflitos entre os EUA e as principais capitais da União Européia, como Paris, Madri, Londres e Roma.

Essas cidades defendem a criação de novos impostos sobre a Apple (NSDAQ: AAPL), o Facebook (NASDAQ: FB), o Google (NASDAQ: GOOGL) e outros gigantes da tecnologia norte-americanos, argumentando  que as empresas lucram enormemente com o mercado europeu e, ao mesmo tempo, fazem contribuições mínimas aos cofres públicos.

Os EUA decidiram suspender negociações durante a pandemia

“Tentar apressar negociações tão difíceis é uma distração para assuntos muito mais importantes”, disse Mnuchin em sua carta. “Este é um momento em que os governos ao redor do mundo devem concentrar sua atenção na reposta econômica aos efeitos do coronavírus (covid-19).”

“Os Estados Unidos continuam se opondo aos impostos sobre serviços digitais e medidas unilaterais similares”, escreveu Mnuchin. “Como dissemos repetidamente, se os países optarem por cobrar ou adotar esses impostos, os Estados Unidos responderão com medidas proporcionais apropriadas”.

Veja também: EUA prevê plano de infraestrutura de US$ 1 tri para estimular economia

De acordo com o secretário do Tesouro norte-americano, os EUA buscam retomar as negociações ainda este ano. Diplomatas europeus disseram que enviariam uma resposta conjunta em breve.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião