ETFs do Itaú (ITUB4) focados em biotecnologia e millennials estreiam na B3

ETFs do Itaú (ITUB4) focados em biotecnologia e millennials estreiam na B3
B3 (B3SA3): a receita total da Bolsa brasileira encolheu 0,9%, para R$ 2,51 bilhões, devido à reversão de provisão no valor de R$ 188,1 milhões no terceiro trimestre de 2020.. Foto: Divulgação

Dois Exchange Traded Funds (ETFs) lastreados em índices internacionais e geridos pela Itaú Asset Management estrearam nesta quarta-feira (16) na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

A gestora do Itaú Unibanco (ITUB4) elevou as apostas em tendências do futuro, com o ETF IT Now MSCI USA IMI Genomic Innovation Select 50, negociado com ticker DNAI11. O fundo de índice replica o desempenho de um conjunto selecionado de 50 ações de empresas focadas no desenvolvimento de novos produtos e serviços no campo da genética nas áreas de saúde e agricultura.

Já IT Now MSCI USA IMI Millennials Select 50, com código MILL11, é uma forma de capturar valor de tendências socioculturais. O ETF tem referência no desempenho de uma cesta de 50 companhias as quais acompanham as preferências da geração millennial, de quem nasceu entre o início dos anos de 1980 e meados da década de 1990.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Segundo Rogério Santana, diretor de Relacionamento com Empresas e Assets da B3, os produtos servem como opção para quem busca diversificação por meio de investimentos internacionais.

“Os ETFs que seguem índices internacionais permitem que qualquer pessoa possa investir em ativos estrangeiros”, disse Santana. “Permitirão aos investidores diversificar seus investimentos para setores de muito destaque, como tecnologia e biotecnologia, além de produtos e serviços voltados para a geração millennial”.

Itaú lança ETF de tecnologia e saúde: HTEK11

Desde de 9 de junho, a Bolsa negocia o HTEK11, que segue o índice Morningstar US Exponential Technologies Healthcare Index. O fundo de índice é voltado para empresas posicionadas para se beneficiar dos temas de medicina, neurociência e bioinformática.

Para adquirir uma cota de qualquer um dos ETFs, é necessário ao investidor abrir uma conta em uma corretora brasileira e realizar uma ordem de compra.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores FIIS

Baixar agora!