Engie (EGIE3): lucro supera expectativas e chega aos dez dígitos

A Engie (EGIE3) reportou um lucro líquido de R$ 1,6 bilhão referente ao primeiro trimestre de 2024 (1T24). O resultado foi divulgado pela companhia nesta terça-feira (7), após o fechamento do mercado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Com isso, a última linha do balanço da Engie ficou acima das expectativas do mercado, dado que o consenso Bloomberg projetava um lucro de R$ 1,12 bilhão.

A administração justificou o desempenho com o resultado positivo de alienação de participação societária em controlada em conjunto de R$ 891 milhões, além da redução de R$ 249 milhões no Ebitda ajustado e o efeito positivo de R$ 195 milhões do resultado financeiro líquido.

Por fim, também destacou o aumento de R$ 17 milhões do imposto de renda e da contribuição social.

Apesar disso o lucro da Engie no quesito ajustado ficou em R$ 793 milhões, representando queda de 10% em relação a igual etapa do ano anterior.

Conforme justificado pela administração, esse recuo se deu pela venda da Usina Termelétrica Pampa Sul, em maio de 2023, e também pela alienação parcial da participação na Transportadora Associada de Gás (TAG) feita em janeiro desse ano.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da Engie no 1T24 ficou em R$ 3,16 bilhões, representando um aumento de 43% na base anual.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

O Ebitda ajustado, por sua vez, caiu 12%, para R$ 1,81 bilhão, mas ainda ficando acima da projeção do consenso Bloomberg, que era de R$ 1,71 bilhão.

Conforme o resultado da Engie, a receita líquida da companhia no trimestre foi de R$ 2,6 bilhões, levemente acima das expectativas do consenso do mercado, que mirava R$ 2,54 bilhões.

O número representa um recuo de 10,4% em relação à receita líquida registra em igual período do ano anterior.

Engie tem endividamento de 3,1x seu Ebitda ajustado

A dívida total fechou o trimestre em R$ 21,9 bilhões, ante R$ 20,9 bilhões vistos ao fim de 2023.

Já a dívida líquida fechou o trimestre em R$ 16,3 bilhões – descontando R$ 5,26 bilhões de caixa e equivalentes e R$ 376 milhões de depósitos vinculados.

Atualmente a dívida líquida representa 3,1x o Ebitda ajustado da Engie.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno