Engie (EGIE3) tem lucro 6,4% maior no 4T23, a R$ 948 milhões; veja outros resultados da elétrica

A Engie (EGIE3) apresentou um lucro líquido de R$ 948 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), cerca de 6,4% maior que o registrado no quarto trimestre de 2022, ou seja, mesmo período do ano anterior.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

O aumento no resultado da Engie é atribuído pela própria companhia à soma de efeitos não recorrentes que influenciaram o balanço positivamente em R$ 143 milhões. Além disso, também foi registrada a redução de R$ 13 milhões em imposto de renda e contribuição social.

Outros dois fatores que impactaram os resultados da Engie foram o crescimento de R$ 6 milhões na depreciação e amortização, e o resultado financeiro líquido, que trouxe um impacto positivo de R$ 4 milhões.

O Ebtida da Engie, que representa o lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização, em termos ajustados, somou R$ 1,638 bilhão no último trimestre de 2023. Em relação ao mesmo período do ano anterior, esse montante representa uma diminuição de 5,6%.

No 4T23, a margem Ebitda ajustada alcançou 60,4%, com avanço de 4,5 pontos percentuais sobre o valor registrado no quarto trimestre de 2022.

Outros resultados da Engie

Conforme destacou o novo balanço da Engie, o faturamento líquido teve uma baixa anual de 12,6%, chegando a R$ 2,711 bilhões no último trimestre de 2023.

Em termos ajustados, o retorno sobre patrimônio líquido (ROE) da companhia elétrica foi de 34,9%, avançando 2,9 pontos percentuais sobre o valor registrado no último trimestre de 2022.

Em relação ao resultado financeiro, a empresa apresentou um prejuízo líquido de R$ 424 milhões no 4T23, com perdas financeiras 0,9% maiores que as registradas 12 meses antes.

O preço médio referente a venda de energia fora de R$ 229,33/MWh no quarto trimestre de 2023, já considerando o valor líquido de encargos relativos a faturamento e operações de trading.

A dívida da Engie ficou 2,2% menor ao final de 2023, alcançando R$ 15,335 bilhões. Enquanto isso, a relação entre dívida líquida e Ebitda ajustado, que representa a alavancagem financeira da empresa, chegou a 2,1 vezes até o final de 2023, com avanço anual de 0,2 p.p.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião