Semana do ESG

Ex-Vibra (VBBR3), Wilson Ferreira Júnior é eleito novo presidente da Eletrobras (ELET3)

Ex-Vibra (VBBR3), Wilson Ferreira Júnior é eleito novo presidente da Eletrobras (ELET3)
Wilson Ferreira Jr. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A Eletrobras (ELET3) anunciou nesta sexta-feira (5) que o conselho de administração elegeu Wilson Pinto Ferreira Júnior como novo presidente da companhia. A informação foi publicada em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários.

Ferreira Júnior, ex-presidente da Vibra (VBBR3), deve tomar posse como CEO da Eletrobras até 20 de setembro de 2022. A informação havia sido antecipada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, mais cedo.

Rodrigo Limp Nascimento, eleito como diretor de Regulação e Relações Institucionais, continua no cargo de presidente interino até a posse de Ferreira Jr.

Ivan Monteiro, ex-presidente da Petrobras (PETR4) e atual copresidente do Credit Suisse no Brasil, vai presidir o conselho de administração.

A volta de Ferreira Jr. à empresa que comandou ainda como estatal entre 2016 e 2021 é aguardada com otimismo pelo mercado. Ele é encarado como a cabeça por trás da reestruturação da elétrica e sua preparação para a privatização, pautada em aumento de eficiência, enxugamento e redução de alavancagem.

Ferreira Jr. deixou a presidência da Vibra em meados de julho. Seu retorno à Eletrobras é visto como um desfecho da transição da companhia para uma “corporation”, após a confirmação de um conselho com nomes alinhados à lógica de mercado e especificamente à visão de Ferreira Jr. sobre a empresa.

Ferreira Júnior era CEO da Vibra (VBBR3)

O presidente da Vibra Energia (VBBR3), Wilson Pinto Ferreira Júnior, comunicou a gestão da companhia que tinha intenção de se desligar da empresa e deixar o cargo de presidente em 20 de julho.

O mercado especulava a volta de Ferreira Júnior à Eletrobras desde essa data. O colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, noticiou que Wilson Ferreira estaria em conversas para voltar à presidência da Eletrobras.

O Radar Econômico da Veja também citou que Wilson Ferreira seria o novo presidente da Eletrobras após deixar de ser CEO da Vibra para “buscar novos desafios em sua trajetória profissional”.

A companhia chegou a desmentir que iria mudar o comando. A Eletrobras tinha convocado para 5 de agosto uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE), para a eleição de novos membros do conselho de administração, após o processo de privatização.

“O atual mandato dos diretores da companhia, incluindo o do presidente, tem vigência até julho de 2023, sendo que a eventual alteração de diretores é de competência do Conselho de Administração da Eletrobras”, dizia o comunicado.

O executivo assumiu o cargo de CEO da Vibra ainda no início do ano passado, vindo do comando da Eletrobras (ELET3). Antes, Wilson Ferreira havia presidido a CPFL (CPFE3), de 2002 até o ano de 2016 – quando Michel Temer (MDB) o convidou para presidir a elétrica, que à época era estatal.

Ferreira Júnior foi um dos responsáveis para balizar a privatização da Eletrobras.

Analistas do Bradesco BBI citaram, após a divulgação das notícias, que a volta de Wilson Ferreira à Eletrobras era “só questão de tempo”.

No parecer, a casa também frisou que era importante uma substituição, na Vibra, por um nome de peso, dado que a companhia está em processo de transição dos combustíveis fósseis para a eletrificação – o que foi impulsionado pela compra da COMERC.

Cotação da Eletrobras

A Eletrobras fechou o pregão desta sexta (5) em queda de 0,39%, cotada a R$ 48,39.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Marco Antônio Lopes

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO