Eletrobras (ELET3) ainda não definiu termos e condições sobre venda de fatia na ISA Cteep (TRPL4)

A Eletrobras (ELET3) se manifestou na manhã de hoje (1) a respeito da notícia da venda de sua fatia societária na ISA Cteep (TRPL4).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Por meio de comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa informa que seu conselho de administração autorizou a estruturação de uma potencial oferta secundária de ações preferenciais de emissão da transmissora, mas que, até o momento, não há definição sobre seus termos e condições, incluindo a quantidade de ações a serem ofertadas ou o preço por ação.

A Eletrobras reiterou que, neste momento, “está avaliando a potencial oferta, dentre diversas opções analisadas para desinvestir suas participações minoritárias, tais como venda direta em bolsa, “block trade”, troca de ativos e etc”.

Disse também que a potencial oferta “não é material, visto que representaria cerca de 2% do total de ativos da companhia”.

Ainda de acordo com a empresa, “a potencial oferta pública estará sujeita à obtenção das aprovações internas aplicáveis da Eletrobras, bem como às condições políticas e macroeconômicas nacionais e internacionais e ao interesse de investidores, dentre outros fatores alheios à vontade da Eletrobras e, caso aprovada, será levada a registro e conduzida em conformidade com a legislação e regulamentação aplicáveis”.

Também em comunicado, a ISA Cteep informou que, em caso de efetiva realização da potencial oferta, atuará em conformidade com a regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), “sobretudo no que tange à prestação de informações e documentos necessários para a elaboração da documentação pertinente relativa a tal potencial oferta”.

Disse, ainda, que “a efetiva realização de qualquer oferta pública secundária de ações de emissão da companhia de titularidade de seus acionistas e decisão exclusiva destes não está sujeita à obtenção de qualquer aprovação societária da companhia”.

Qual a fatia da Eletrobras na ISA Cteep?

A Eletrobras detém uma participação atual de 35,74% na ISA Cteep (TRPL4), incluindo 9,73% das ações ordinárias e 52,48% das ações preferenciais.

A Eletrobras já realizou uma transação análoga em meados de setembro, quando vendeu sua fatia na Copel (CPLE6) pela cifra de R$ 125 milhões.

Além disso, a empresa reduziu o número de Sociedades de Propósito Específico (SPEs), transformou subsidiárias em subsidiárias integrais, anunciou desinvestimentos em térmicas, reduziu sua força de trabalho e vendeu sua posição em outras empresas consideradas não estratégicas.

Eletrobras mira fatia maior em outras empresas

Ao mesmo tempo, a Eletrobras está buscando se tornar majoritária em empresas que considera estratégicas, caso do Linhão de Roraima, onde firmou acordo com a Alupar (ALUP11) para assumir o controle acionário.

Após rumores sobre o desinvestimento, a Eletrobras reiterou que busca a redução de suas participações minoritárias, enfatizando que sua participação na Cteep não é material para a empresa, representando apenas cerca de 2% de seus ativos.

A ISA Cteep é a segunda maior transmissora de energia no Brasil, atuando em 18 estados e operando uma rede de 28 mil quilômetros de linhas de transmissão que transportam uma parcela significativa da energia elétrica do país.

Rui Chammas, presidente da ISA Cteep – que terá suas ações detidas pela Eletrobras vendidas em breve -, destacou que a empresa tem planos de investir aproximadamente R$ 15,6 bilhões em projetos de transmissão de energia até 2028, incluindo projetos de licitação e melhorias na infraestrutura existente.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Desempenho das ações da Eletrobras

Cotação ELET3

Gráfico gerado em: 01/11/2023
5 Dias

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno