EDP (ENBR3), Banco Inter (BIDI4) e Cogna (COGN3) são destaques do mercado financeiro

EDP (ENBR3), Banco Inter (BIDI4) e Cogna (COGN3) são destaques do mercado financeiro
EDP Brasil. Foto: Reprodução

Nos destaques do mercado financeiro desta terça-feira (18), chama a atenção dos investidores a EDP Brasil (ENBR3) que aumentou a distribuição de energia em 2021, mas não apresentou a mesma performance no quarto trimestre.


Além da EDP, está entre os destaques também o Banco Inter (BIDI4) que anunciou a redução da Ponta Sul Investimentos em seu capital. Já a Cogna (COGN3) informou que a Alaska Investimentos elevou sua participação acionária para 15,23%.

Por sua vez, a Direcional (DIRR3) comprou 60% dos projetos da Cyrela (CYRE3) no Rio de Janeiro. E, a CSN (CSNA3) e a CSN Mineração (CMIN3) estão retomando gradualmente as atividades afetadas por chuvas.

Veja os destaques do mercado financeiro:

EDP

A EDP Brasil encerrou o ano de 2021 com um crescimento de 5,5% na energia distribuída quando comparado com 2020, para um total de 26 milhões de megawattas/hora (MWh).

A indústria foi o segmento com o maior avanço percentual no período, com aumento de 8,9%. Na sequência aparece o setor rural, com 8,0%; o comercial, com 5,8%; concessionárias e geradores, com 5,0%; permissionárias, com 2,1%; e residencial, com 1,1%.

Apesar do ano ter fechado com um bom crescimento, a empresa não apresentou a mesma performance no quarto trimestre, com queda de 1,5%, na comparação com o mesmo período ano passado.

Banco Inter

O Banco Inter  comunicou ao mercado que os fundos da gestora Ponta Sul Investimentos reduziram, novamente, sua participação no capital do banco.

No início de janeiro, a participação da Ponta Sul no capital da instituição financeira era de 11,79%. Mas na semana passada, a gestora decidiu vender as units do Banco Inter (BIDI11) e passou a deter 7,37% do capital social. Agora, a gestora possui apenas 3,94%.

Cogna

A Cogna informou que a Alaska Investimentos elevou sua participação acionária para 15,23%.

Segundo o fato relevante, a gestora passa a deter 285 milhões de ações da companhia. “A Alaska comunicou também que o objetivo das participações societárias mencionadas é estritamente de investimento, não objetivando alteração do controle acionário”, revelou.

Direcional e Cyrela

A Direcional assinou um memorando de entendimento com a Cyrela para a aquisição de 60% de participação em quatro projetos do Grupo Cyrela na região metropolitana do Rio de Janeiro.

De acordo com o comunicado da Cyrela, as análises preliminares do acordo apontam para uma participação da Direcional em cerca de 3.560 empreendimentos, com um potencial estimado de Valor Geral de Vendas (VGV) de até R$ 624,7 milhões.

CSN e CSN Mineração

A CSN e a CSN Mineração retomaram de forma parcial e gradativa as atividades de extração e movimentação na mina Casa de Pedra, planta localizada no Terminal de Carvão (TECAR), no porto de Itaguai, Rio de Janeiro.

Na semana passada, as companhias haviam informado ao mercado a paralisação temporária das operações devido às intensas chuvas registradas na região Sudeste do Brasil, em especial, em Minas Gerais. Agora, a CSN e a CSN Mineração seguem monitorando a situação das barragens de Casa de Pedra.

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a EDP Brasil que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO