XP seleciona 15 fundos multimercados para investir; veja as novidades da lista

A XP Investimentos divulgou relatório dos melhores fundos de investimentos do mercado. Da lista dos fundos multimercados, os analistas selecionaram 15 ativos para investir, incluindo novidades entre os indicados.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Para o mês de outubro, os analistas sugeriram trocas na exposição aos fundos multimercados de média volatilidade, com a entrada dos fundos Quantitas Mallorca e Kapitalo Kappa.

No geral, a XP está confiante no desempenho dos multimercados, “acreditando na eficiência dessas estratégias para trazer flexibilidade de alocação e descorrelação para a carteira, agregando na composição de retorno de longo prazo”, afirma.

Confira a lista completa dos fundos recomendados:

Fonte: Relatório da XP

“Sentimentos mistos” sobre os fundos multimercados

Mesmo com sinais positivos do mercado doméstico, não há consenso dos gestores sobre o desempenho dos multimercados daqui para frente, lembra a XP. Para o mês de outubro, há uma perspectiva positiva para a geração de resultados, especialmente com a combinação de exposições a fatores de risco e modelos diversificados.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Isso inclui a expectativa de melhora nos lucros empresariais, impulsionada por taxas de juros potencialmente mais baixas, diz a XP. Porém, “com o cenário global de aversão ao risco, gestores também estão reforçando posições em ativos de alta convicção, focando em setores específicos como construção civil e tecnologia nos EUA”.

Em relação à performance de setembro, gestores reforçam que o mês foi caracterizado pela volatilidade, com retornos positivos e negativos em diversas estratégias dos fundos multimercados macro. Enquanto as taxas de juros nos Estados Unidos preocupam, os fundos com posição comprada em dólar colheram bons resultados.

O gestor da AZ Quest, Gustavo Menezes, disse ao Suno Notícias que “a renda fixa não será mais um investimento tão bom quanto tem sido nos últimos anos”, principalmente com a projeção de queda da taxa Selic até 2024.

Por esse motivo, os fundos multimercados ganham relevância para investidores que querem adicionar risco à carteira.

Questionado se com os juros ainda na casa dos “dois dígitos” os fundos multimercados continuam relevantes, Menezes disse que, se o investidor for esperar os juros caírem para 9% para investir em fundos multimercados, “pode ser que não tenha mais ativos com os preços de oportunidade que se veem hoje”, finaliza.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Gustavo Bianch

Compartilhe sua opinião