AGENDA

Dólar opera em alta devido a turbulência na política nacional

Dólar opera em alta devido a turbulência na política nacional
Nesta segunda-feira (14), por volta das 9h20, o dólar operava em queda de 0,413, sendo negociado a R$ 5,3099.

O dólar opera em alta, nesta segunda-feira (17), devido ao cenário político interno.

Por volta das 9h15, o dólar registrava uma alta de 0,138% sendo negociado a R$ 3,9041. O mercado reage ao pedido de demissão do presidente do BNDES. Além disso, segue no radar dos investidores a convocação do presidente para explicação sobre caixa preta, nesta segunda-feira.

Presidente do BNDES pede demissão

No último domingo (16), o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômica e Social (BNDES), Joaquim Levy, pediu demissão do cargo. “Solicitei ao ministro da Economia, Paulo Guedes, meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda”, disse o ex-presidente.

Saiba Mais: Joaquim Levy pede demissão da presidência do BNDES

O pedido de demissão foi feito após o presidente da República, Jair Bolsonaro, ameaçar no último sábado (15) de demitir Levy. Bolsonaro afirmou que Joaquim estava com a “cabeça a prêmio”.

CPI quer explicação do ex-presidente do BNDES

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES quer explicações do ex-presidente Joaquim Levy sobre a caixa preta dos empréstimos internacionais do banco. A convocação de Levy será apresentada nesta segunda-feira (17) pelo partido Podemos.

“Agora é o momento para ele explicar por que não abriu a caixa preta do BNDES. A missão dele era mostrar os empréstimos internacionais, para países da América e da África, para a JBS também”, disse o líder do Podemos, José Nelto.

Saiba Mais: CPI do BNDES quer explicações de Joaquim Levy sobre caixa-preta

Além disso, o líder comentou sobre a ascensão da JBS. “Essa ascensão da JBS é igual jabuti. Não subiu sozinho na árvore, alguém colocou lá. Queremos saber quem colocou. E vamos ouvir o Levy para ele dar essas explicações. É crucial para a investigação ele ir e dar esclarecimentos sobre o uso do recurso público”, disse Nelto.

Panorama internacional

Em entrevista ao canal “CNBC” o secretário de Comércio dos Estados Unidos , Wilbur Ross, disse que o presidente americano está feliz em continuar com as taxas impostas sobre produtos chineses.

“Iremos eventualmente fechar um acordo, mas se não fecharmos, o presidente está perfeitamente feliz em continuar com os movimentos de tarifas que já anunciamos, assim como impor as novas que foram temporariamente suspensas”, disse Ross.

Última cotação

Na última sessão, na sexta-feira (14), o dólar encerrou em alta de1,157%, negociando a R$ 3,8992.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!